Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Irreconhecível, Nadal cai diante Ferrer e está fora na Austrália

Número 1 do mundo sente dores na perna esquerda, perde por 3 sets a 0 e põe fim a sonho de ganhar quatro Grand Slams consecutivos

Pedro Taveira, iG São Paulo |

AP
David Ferrer e Rafael Nadal se cumprimentam após eliminação do número 1 do mundo na Austrália
Irreconhecível. Esta é a palavra que pode definir a atuação de Rafael Nadal na manhã desta quarta-feira, em partida válida pelas quartas de final do Aberto da Austrália. Acusando dores na perna esquerda, o espanhol, líder do ranking da ATP, caiu diante de seu compatriota, o inspirado David Ferrer, por 3 sets a 0, com parciais 6/4, 6/2 e 6/3, em duas horas e 32 minutos. Mais do que a eliminação, a derrota põe fim ao sonho do “Rafa Slam”, tentativa de Nadal em obter de forma simultânea os troféus dos quatro Grand Slams do tênis mundial.

O número 1 da ATP conquistou no ano passado os Abertos de Roland Garros, Wimbledon e Estados Unidos. Se vencesse na Austrália, ele seria apenas o segundo da Era Aberta a fechar o circuito Grand Slam de forma consecutiva. Apenas o australiano Rod Laver, em 1969, conseguiu tal façanha. Roger Federer, maior vencedor de Grand Slams de toda a história, nunca obteve o feito justamente por causa de Nadal.

Se era candidato natural a chegar, pelo menos, na decisão em Melbourne, a derrota do espanhol era ainda mais inesperada contra o rival desta quarta. Até então, David Ferrer, sétimo colocado no ranking mundial, só havia batido seu compatriota em três oportunidades, sendo a última em 2007. Nadal, por sua vez, soma 11 vitórias.

Para Ferrer, a vitória sela sua melhor campanha na Austrália após 11 participações. Seu melhor resultado havia sido as quartas de final de 2008. Na ocasião, perdeu para Novak Djokovic, que viria a se sagrar campeão. Na semifinal, o espanhol irá encarar o britânico Andy Murray, número 4 da ATP, contra quem tem retrospecto favorável: 3 a 2. Já para Nadal, sobra o consolo de se manter na liderança do ranking mundial independentemente do resultado final do primeiro Grand Slam de 2011.

O jogo
Ferrer começou a partida mostrando que estava em um dia inspirado e quebrou logo o primeiro serviço de Nadal. O favorito não se intimidou e devolveu a quebra no game seguinte, mostrando porque que é o número 1 do mundo na atualidade. Porém, instantes depois, ele alegou dores na perna esquerda e teve de deixar a quadra para ser atendido pelo fisioterapeuta da competição.

A partir daí, Nadal não foi mais o mesmo. Ele teve seu serviço quebrado mais uma vez e viu Ferrer sacar em 5/3 para fechar o set, mas conseguiu ainda devolver a quebra. No game seguinte, voltou a perder seu saque e estava encerrada a primeira parcial.

AP
Dores na perna esquerda impediram Nadal de praticar seu melhor tênis diante de um inspirado Ferrer
No segundo set, mais uma vez Nadal solicitou atendimento médico. Dentro de quadra, não conseguia ser sombra do jogador que é: foram apenas 19 winners no duelo, contra 44 de Ferrer. O favorito acabou virando presa fácil e a parcial foi encerrada em 6/2, com duas quebras de vantagem para o número 7 da ATP.

Já o terceiro set serviu apenas para sacramentar a superioridade de Ferrer nesta quarta-feira. Assim como na parcial anterior, ele foi soberano. No último game, sacou em 5/3 e conseguiu um triplo match point. Precisou apenas do primeiro para fechar o jogo e eliminar Nadal.

Leia tudo sobre: nadalferreraberto da austráliaatp

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG