Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Irmãos Bob e Mike Bryan vão à final de Wimbledon atrás de recorde

Gêmeos vão enfrentar Robert Lindstedt e Horia Tecau, podendo igualar marca de títulos em Grand Slams

Gazeta |

Os irmãos gêmeos Bob e Mike Bryan estão a uma vitória de igualarem o recorde de 11 títulos de Grand Slam nas duplas, pertencente aos australianos Mark Woodforde e Todd Woodbridge. Os norte-americanos avançaram em Wimbledon e vão atrás do bicampeonato após seis anos da primeira conquista.

Nesta quinta, os irmãos Bryan venceram o francês Michael Llodra e o sérvio Nenad Zimonjic em um duelo emocionante de cinco sets. Depois de conquistar as duas primeiras parciais por duplo 6/4, os norte-americanos assistiram à reação dos rivais, que empataram a partida com 6/7 (8-10) e 6/7 (4-7).

No set decisivo, a experiência dos Bryan fez a diferença e os irmãos conseguiram se recuperar de um 1/4 no placar e fecharam o duelo por 9/7. Na final, os gêmeos enfrentam a parceira formada pelo sueco Robert Lindstedt e o romeno Horia Tecau, que derrotaram o alemão Christopher Kas e o austríaco Alexander Peya.

"Wimbledon é um torneio muito especial por muitas razões", disse Bob, que esteve presente em cinco das últimas sete finais do terceiro Grand Slam do ano. Os irmãos Bryan têm 72 títulos nas duplas, sendo que 11 foram conquistados em Major.

No feminino de duplas, as primeiras finalistas são a tcheca Kveta Peschke e a eslovena Katarina Srebotnik. Cabeça de chave dois, a parceria derrotou a indiana Sania Mirza, que jogava ao lado da russa Elena Vesnina, por 6/3 e 6/1. A dupla rival sai do embate entre Sabine Liscki/Samantha Stosur e Marina Erakovic/Tamarine Tanasugam.

Leia tudo sobre: atpirmãos bryanwimbledon

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG