Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Invicto, Djokovic gosta de ser considerado favorito

Em vez de reclamar da pressão, o tenista prefere aproveitar o momento após os títulos do Aberto da Austrália e do ATP 500 de Dubai

Gazeta |

O sérvio Novak Djokovic é o terceiro cabeça de chave no Masters 1000 de Indian Wells, mas sua temporada invicta o coloca no topo da lista de favoritos. Em vez de reclamar da pressão, o tenista prefere aproveitar o momento após os títulos do Aberto da Austrália e do ATP 500 de Dubai, com direito à vitória sobre o suíço Roger Federer, segundo do mundo, na final.

"Gosto de ouvir isso", brincou, antes de dividir o favoritismo com Federer e o espanhol Rafael Nadal, líder do ranking. "Roger e Rafa ainda são os dois melhores jogadores do mundo e os tenistas dominantes. Estamos todos tentando desafiá-los. Sei que ganhei um Grand Slam e ainda não perdi, mas eles ainda são número 1 e 2 e têm muito mais Slam do que qualquer outro jogador. Temos que dar créditos a eles por isso", acrescentou.

Djokovic acredita que o bom momento se deve à melhora na concentração e à estabilidade mental. "Sempre me senti fisicamente preparado e forte em quadra nos últimos dois anos e meio, mas não estava conseguindo jogar bem quando precisava nos últimos jogos de Grand Slam. Eu tinha muitos altos e baixos, uma boa performance, mas caia de produção. Agora, sinto que a confiança está lá, sem dúvida. Sou um jogador mais forte e experiente", garantiu.

Na Califórnia, o sérvio estreia contra cazaque Andrey Golubev em um confronto inédito no circuito.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG