Tamanho do texto

Pelo twitter, o ex-número um do mundo elogiou a equipe e se queixou: "Bateu na trave de novo!"

Getty Images
Para Guga, faltou o 'detalhe' para o Brasil seguir à elite da Davis
O ex-tenista Gustavo Kuerten acompanhou atentamente os últimos dois jogos da série contra a Rússia na Copa Davis, realizados neste domingo. Após o triunfo de Dmitry Tursunov sobre Ricardo Mello e a vitória do time da casa por 3 a 2 , o ídolo lamentou através do Twitter.

"Bateu na trave de novo!", escreveu Guga no microblog, já que o Brasil caiu nos playoffs pela sexta vez consecutiva. Ainda assim, o tricampeão de Roland Garros foi elogioso. "A equipe jogou muito bem, surpreendeu! Faltou literalmente o detalhe. Valeu galera!", postou.

Guga participou da entrevista coletiva que antecedeu o embarque da equipe capitaneada por João Zwetsch para a Copa Davis. Na ocasião, o ex-número 1 do mundo classificou o Brasil como zebra no embate realizado em uma quadra dura coberta na cidade de Kazan.

A postura da equipe nacional na derrota por 3 a 2 diante dos russos agradou a Guga. "Jogar de visitante contra a Rússia é complicado! Nosso time jogou o suficiente para ganhar, podemos melhorar muito sim, mas já avançamos bem!", escreveu o ídolo no microblog.

Após a vitória de Marcelo Melo e Bruno Soares sobre Igor Kunitsyn e Dmitry Tursunov, o Brasil abriu o domingo com 2 a 1 no placar. No primeiro jogo do dia, Thomaz Bellucci perdeu dois match-points em combate de cinco horas contra Mikhail Youzhny.

Guga também viu o número 1 do Brasil em ação e lamentou a derrota que empatou o duelo na Davis . "Que jogaço! 14/12 Youzhny. Thomaz merecia, lutou muito e fez um belo jogo. Assim é o tênis. Parabéns aos dois", escreveu Guga, que terminou com um retrospecto de 34 vitórias e 18 derrotas na Davis entre 1996 e 2007.

O ex-jogador Fernando Meligeni também se manifestou pelo Twitter durante o jogo de Bellucci. "Que jogo. Que luta. Esporte duro demais. Desculpem o palavreado, mas que m... Escapou. O Bellucci jogou muito bem. Lutou", escreveu o brasileiro. Após 13 vitórias e 16 derrotas na Davis entre 1993 e 2002, ele foi capitão em 2005 e 2006.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.