Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Guga e Agassi dão aula de tênis para crianças no Rio de Janeiro

Cerca de 70 meninos e meninas de comunidades carentes tiveram a oportunidade de conhecer seus ídolos de perto

Manuela Andreoni, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882529473&_c_=MiGComponente_C

Luiz Carlos tem sete anos. Nasceu três anos depois de Gustavo Kuerten ter vencido a final do Master Cup de Lisboa, em 2000, contra o norte-americano Andre Agassi, tornando-se o número 1 do mundo naquele momento. No entanto, a admiração é a de quem viveu aqueles momentos com o ídolo Guga. O menino, que tem aulas de tênis na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do Morro do Andaraí, zona norte do Rio, teve a oportunidade neste sábado (11) de jogar com Guga e Agassi, além de cerca de 130 crianças. A aula aconteceu no Maracanãzinho entre as 11h e as 13h, onde nesta mesma noite ocorre o confronto entre os dois ídolos do tênis mundial em comemoração aos 10 anos da vitória de Kuerten em Lisboa.

Foram 34 crianças das comunidades pacificadas com UPPs, do Andaraí, da Providência (centro) e do Dona Marta (zona sul). Outras 34 vieram do Projeto Tênis Lagoa, que há seis anos ensina crianças da Rocinha, do Vidigal e da Cruzada São Sebastião, todas favelas da zona sul. Participaram ainda 60 crianças convidadas pela organização.

Todos puderam brincar e aprender com as raquetes e outros equipamentos oferecidos pela organização, orientados por 14 instrutores, além dos dois campeões mundiais. O método usado foi o "play and stay", que permite treinar coordenação motora e habilidade específicas da criança. As duas estrelas entraram no meio da brincadeira, ao meio-dia, e tiveram que se dividir entre a orientação e a assinatura de alguns autógrafos.

Luiz Carlos conseguiu chamar a atenção dos dois tenistas. Guga, preciso da sua ajuda. Fala inglês com o Agassi para mim que a minha mãe pediu pra eu tirar foto dele. Chega aí, exclamou o menino que puxou Kuerten e Agassi pela mão e conseguiu sua foto especial.

Ele mora no Irajá, mas visita o Morro do Andaraí frequentemente porque é lá que mora sua avó. Com isso, conheceu os projetos da UPP da comunidade e passou a praticar futebol e tênis por lá.  Luiz Carlos diz que já até ganhou uma raquete da sua mãe em seu aniversário.

Já as irmãs Mariane e Josiane de Sá, de 12 e 14 anos, praticam tênis há seis anos no Projeto Tênis Lagoa. Moradoras da Cruzada São Sebastião, elas sonham em ser tenistas profissionais. Para Mariane, o pior castigo é quando o professor lhe toma a raquete por alguma mal criação. Assim ele atinge o meu ponto fraco, diz a menina que pratica o esporte todas as terças e quintas.

Guga saiu até cansado da brincadeira, dizendo que as crianças tinham talento. "Eles não sabem que eu tenho jogo à noite?", brincou. Para ele, o Tênis Espetacular é mais uma prova de como o esporte está se popularizando no Brasil. O ídolo tem que ser preservado, tem que estar ativo, tem que estar disposto a fazer esse tipo de coisa, estar em contato com as pessoas, disse Kuerten

O brasileiro, mesmo aposentado, acredita na importância de seu papel na disseminação do esporte. A gente precisa formar uma cultura do tênis. Temos que motivar as crianças e provocar mais atletas para que surjam mais ídolos. Futuramente, há chance de ter quem sabe um atleta (tenista) vindo de uma classe social menos favorecida, completou.

A secretária estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Márcia Lins, também estava presente na aula, para a qual levou sua filha, encarregada de levar autógrafos das estrelas para a família. Segundo ela, o governo do Estado tem planos para incentivar a prática do tênis e inclusive construir uma quadra popular em uma das praças construídas pelo PAC na Rocinha.

Lins afirmou também que a quadra usada no Maracanãzinho para a aula deste sábado será removida e levada para uma das comunidades pacificadas. É importante o esporte na vida dessas crianças, para tirá-las do risco social e complementar o horário escolar, declarou.

O Tênis Espetacular começa neste sábado às 18h30. Um show de Roberto Frejat abrirá o evento, que será apresentado por Luciano Huck. O jogo entre Guga e Agassi começa às 20h e será transmitido ao vivo pelo SporTV.

Leia tudo sobre: tênis - gustavo kuerten

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG