Tamanho do texto

Em noite festiva, Gustavo Kuerten relembrou os bons tempos de circuito profissional em sua vitória sobre o ex-rival Carlos Moyá

selo

Gazeta Press
Além do troféu simbólico do desafio, Guga recebeu no sábado o prêmio Jean Borotra, concedido pelo Comitê Executivo Internacional de Tênis
Em noite festiva, Gustavo Kuerten relembrou os bons tempos de circuito profissional em sua vitória sobre o ex-rival Carlos Moyá por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 2/6 e 6/3, em jogo-exibição disputado em São José, cidade vizinha à capital catarinense. O duelo entre os dois ex-líderes do ranking da ATP integra a Semana Guga Kuerten, evento organizado pelo tricampeão de Roland Garros.

Veja também: Guga quer top 100 com mais brasileiros e usa futebol como exemplo

O primeiro set foi o mais disputado da partida. Aposentado em 2010, Moyá chegou a sair na frente, com uma quebra de saque de vantagem, mas levou a virada do brasileiro no penúltimo game da parcial. O espanhol reagiu no segundo set e, com boas variações, empatou o confronto.

Guga não se abateu com o revés e voltou a acelerar o ritmo no terceiro. Com seguidas bolas vencedoras, aces e seu tradicional golpe de esquerda, o anfitrião faturou uma quebra no terceiro game e encaminhou a vitória, para festa dos cerca de 4.500 torcedores presentes na Arena Multiuso.

"Agradeço muito ao Carlos, é uma pessoa realmente maravilhosa, e ao público que mais uma vez lotou um jogo meu. Foi bem bacana, ele me exigiu bastante nos três sets, acho que a gente pode repetir um pouco do que a gente fazia em quadra. O mais importante é estar em contato com o público de novo, é uma emoção muito boa", comentou Guga, que homenageou o espanhol ao puxar o coro de "Olê, Moyá" com a torcida.

Satisfeito com sua participação, Moya não poupou elogios ao brasileiro. "Lembrei bastante do tempo em que ele jogava, principalmente nos winners de revés, que ele fez bastante hoje [sábado], o melhor revés que eu já vi em quadra", exaltou o espanhol. "Estava muito feliz em quadra, é um prazer jogar contra um amigo e um dos meus grandes rivais. Fazia muitos anos que não enfrentava ele, então me diverti bastante. Gosto muito de jogar contra caras como o Guga".

PRÊMIO - Além do troféu simbólico do desafio, Guga recebeu no sábado o prêmio Jean Borotra, concedido pelo Comitê Executivo Internacional de Tênis (IC) para a América Latina. A entidade premia periodicamente uma personalidade do esporte que tenha exibido padrão compatível com as exigências dos clubes internacionais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.