Ex-atleta catarinense, tricampeão de Roland Garros, se junta a Maria Ester Bueno como únicos tenistas brasileiros no Hall da Fama

Guga beija o troféu do tricampeonato em Roland Garros, em 2001
Getty Images
Guga beija o troféu do tricampeonato em Roland Garros, em 2001
Indicado em setembro, Gustavo Kuerten finalmente entrou para o Hall da Fama do tênis. O brasileiro conseguiu os 75% dos votos necessários da imprensa internacional e terá seu ingresso oficializado nesta quinta-feira.

Leia mais: Por Olimpíada, Federer recusa convite de Nadal para jogo no Bernabéu

Desta forma, Guga torna-se o primeiro tenista masculino do país na seleta galeria. No feminino, Maria Esther Bueno tem lugar cativo desde 1978. Além de atingir 3/4 dos votos, o atleta não pode ter tido resultados significativos nos últimos cinco anos, mas deve ter atingido o nível mais alto do esporte, afora o fato de "mostrar integridade, esportividade e caráter".

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Aposentado das quadras há quatro anos, Guga foi número 1 do mundo entre 2000 e 2001. Seus principais títulossão os três Torneios de Roland Garros, que faz parte da série Grand Slam, e a Masters Cup de 2000. No total, o brasileiro ainda tem 20 títulos de simples e oito de duplas pela ATP.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.