Quatro dias de paralisação em Londres nas próximas semanas pode atrapalhar o público do torneio

Não é só em São Paulo que o sindicato dos metroviários entra em atrito com o governo. Em Londres, a situação se repetiu e estão previstos quatro dias de greve nas próximas semanas. Tal conjuntura pode comprometer o deslocamento do público para o tradicional torneio de tênis de Wimbledon.

Os dias estipulados pelo sindicato para paralisação são 19, 27 e 29 de junho, além do dia 1º de julho. O motivo, ao contrário do paulistano que foi reajuste salarial, é um protesto contra a demissão de um metroviário que levou o caso à Justiça.

O metrô é o principal meio de transporte da capital inglesa, e o torneio de Wimbledon está ainda na sua fase de qualifying . A chave principal estreará no próximo dia 20.

O escocês Andy Murray (que nunca conquistou o título na grama londrina) torce para que o problema seja resolvido o quanto antes. "Desejo que tudo se solucione antes do início de Wimbledon. Muitas pessoas compraram seus bilhetes e querem ver tênis", ponderou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.