Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Ferrer vence semifinal espanhola e enfrenta Rochus na final de Auckland

Número 5 do mundo, Ferrer passou pelo compatriota Fernando Verdasco por 2 sets a 0 e enfrenta o belga, que superou Kohlschreiber

Gazeta |

David Ferrer, atual número 5 do mundo, está a uma vitória de ganhar o título do ATP 250 de Auckland. Nesta sexta-feira, ele derrotou seu compatriota espanhol Fernando Verdasco por parciais de 6/3 e 6/4. Ambos os jogadores já haviam vencido suas partidas das quartas de final no início do dia, já que a chuva causou estragos na programação de quinta-feira.

É a 13ª vez que os espanhóis se encontram e Verdasco venceu sete delas. Nesta partida, Ferrer criou 12 oportunidades de break point e foi capaz de converter uma em cada set para firmar a sua a vitória em 1h29min.

David Ferrer já tem dois títulos de Auckland na carreira. No ano passado, venceu o argentino David Nalbandian, se tornando o atual campeão do torneio. Em 2007, derrotou o espanhol Tommy Robredo na decisão. Agora, David Ferrer está em busca do seu 12º título no Circuito da ATP.

AFP
Classificado para a final de Auckland, Ferrer comemora vitória sobre o compatriota Verdasco

Na final, o espanhol enfrentará Olivier Rochus, atual 68º no ranking da ATP. O belga bateu o campeão de Auckland em 2008, o alemão Philipp Kohlschreiber por parciais de 6/7 (4), 6/1 e 6/4. Rochus converteu seis de nove oportunidades de break point contra o atual 42º do mundo para finalizar a partida em 2h28min. Com a vitória,Olivier equilibrou os confrontos, empatando duas vitórias para cada lado.

"Eu quase não entrei em quadra para enfrentar Tobias Kamke na primeira rodada, já que estava me sentindo muito mal por causa da gripe. Cinco dias depois, estou na final do campeonato. Eu não posso acreditar. Eu sinto que estou jogando o melhor tênis da minha carreira!", exclamou Rochus.

O belga fará a sua décima final na carreira, e se ganhar, será seu terceiro título no Circuito da ATP. Seu último triunfo veio em 2006, no Aberto da BMW em Munique.

"Vou apenas tentar e aproveitar a final. Não há pressão para mim, vou jogar contra um dos melhores jogadores do mundo em uma final de um evento da ATP. É por isso que treinamos, para ter a chance de jogar essas partidas", finalizou Rochus.

Leia tudo sobre: torneio de aucklandrochusKohlschreiberferrerverdasco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG