"Acredito que nós, os quatro primeiros do ranking, estamos nos sentimos muito cômodos nessa superfície agora", considerou o suíço

Hexacampeão do torneio de Wimbledon, o tenista suíço Roger Federer afirmou neste sábado que entrará na luta pelo sétimo título recuperado quase que por completo de um problema na virilha que o impediu de disputar o torneio de Halle na semana passada.

"Estou me sentindo bem comigo mesmo, com meu corpo. Estou recuperado. Na semana passada, descansar foi vital para me recuperar da minha lesão na virilha. Acho que estou quase cem por cento novamente, o que é um grande sinal às vésperas de Wimbledon", declarou Federer em entrevista coletiva prévia ao evento.

No entanto, o ex-número um do mundo e atual terceiro colocado do ranking da ATP reconheceu que seus principais adversários, o espanhol Rafael Nadal, o sérvio Novak Djokovic e o britânico Andy Murray, vêm evoluindo e estarão mais confiantes na grama do All England Tennis Club.

"Acredito que nós, os quatro primeiros do ranking, estamos nos sentimos muito cômodos nessa superfície agora", considerou o suíço, que elogiou principalmente Nadal, atual líder do ranking. "Todos sabíamos que ele era bom no saibro, muito bom em quadra dura, mas nunca tínhamos tido a oportunidade de comprovar como ele é na grama", acrescentou Federer, que estreará no terceiro Grand Slam da temporada contra o cazaque Mikhail Kukushkin.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.