Tenista suíço afirmou que aquela vitória, quando ainda era novato, lhe deu bastante confiança para prosseguir no caminho dos títulos

selo

O tenista Roger Federer espera que a Suíça repita o triunfo de 2001 sobre os Estados Unidos na Copa Davis neste fim de semana, quando os países voltam a se enfrentar. O ex-número 1 do mundo se lembrou nesta terça-feira daquele triunfo, quando apenas dava os seus primeiros passos no esporte, mas ajudou a equipe suíça a vencer por 3 a 2.

Leia mais: Djokovic desbanca Messi, e Raí também ganha o prêmio Laureus

Roger Federer quer bater os EUA novamente na Davis
EFE
Roger Federer quer bater os EUA novamente na Davis
"Creio que foi minha primeira explosão de emoção em uma quadra de tênis, porque estava muito exausto no domingo após ganhar em simples, em duplas e em simples", relatou Federer. Agora com 30 anos, ele revelou que aquela série "me enfiou no caminho vencedor".

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros fãs do tênis

Alguns meses depois, Federer superou Pete Sampras na quarta rodada de Wimbledon. "Foi o início de grandes coisas para mim, e estou contente por voltar a enfrentar os Estados Unidos", disse o suíço, que vai enfrentar os norte-americanos a partir de sexta-feira em Friburgo.

Confira ainda: Djokovic bate freguês Nadal, é tri e mantém hegemonia em Slams

Federer, dono de 16 títulos de Grand Slam, jamais foi campeão da Copa Davis. O suíço ficou fora da primeira rodada do torneio desde 2004. O número 3 do mundo afirmou que se encontra "bem, mental e fisicamente", após ser derrotado por Rafael Nadal nas semifinais do Aberto da Austrália. "Fui bem desde o US Open do ano passado, e não havia perdido até a outra semana", indicou. "A transição para o saibro foi bastante fácil".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.