Suíço venceu o cazaque Mikhail Kukushkin por 3 sets a 0, com parciais de 7/6, 6/4 e 6/2, e segue na luta pelo hepta no Grand Slam inglês

Roger Federer estreou bem no Aberto de Wimbledon. Sem grandes dificuldades, o suíço derrotou o cazaque Mikhail Kukushkin por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-2), 6/4 e 6/2, em uma hora e 42 minutos de partida. Seu próximo adversário na grama londrina sairá do confronto entre o francês Andrian Mannarino e o irlandês Conor Niland.

Buscando retomar sua hegemonia no Grand Slam inglês, Federer foi agressivo. Dono de deis títulos na competição, o atual terceiro colocado no ranking da ATP forçou o jogo e, com golpes precisos, não deu chances a Kukushkin, atual número 61 do mundo.

O atleta do Cazaquistão até que fez jogo duro nos dois primeiros sets, mas pecou nos momentos decisivos de cada parcial. Mais preocupado em não errar do que em ser ousado, Kukushkin nada pôde fazer para evitar sua eliminação. Este foi seu primeiro duelo contra Federer na história.

O jogo
A partida começou como se esperava: Federer tomando a iniciativa e Kukushkin se defendendo. O suíço forçou muitas bolas e foi aos extremos. Se marcou seis aces e 19 winners, também cometeu 12 erros não forçados. Mais discreto nas estatísticas, o cazaque segurou bem a pressão.

Apesar de melhor em quadra, Federer não conseguiu a quebra de saque necessária para faturar o primeiro set e a disputa foi para o tie-break - nenhum dos dois criou um break point sequer. Ali, enfim, apareceu a superioridade do ex-número 1 do mundo, que anotou 7-2 para vencer.

Em vantagem no placar, Federer se soltou ainda mais na segunda parcial. Ele parou de errar tanto e, novamente sacando muito bem, se impôs sobre seu adversário. Quando encaixou seu primeiro serviço, o suíço faturou 84% dos pontos, contra 62% de Kukushkin. Melhor na recepção, Federer teve quatro oportunidades de quebra e converteu uma, o suficiente para marcar 6/4 e abrir 2 sets a 0.

A partir daí o jogo ficou ainda mais fácil. O tenista do Cazaquistão pecou pelo excesso de segurança e caiu muito de rendimento. Apesar de não cometer muitos erros não forçados, Kukushkin não arriscou (foi um erro, mas também três winners em todo o terceiro set). Seu aproveitamento de saque foi de apenas 57%, o que o tornou presa fácil.

Sem ter seu serviço ameaçado, Federer passou a dominar o saque do rival. Com duas quebras, uma no terceiro e outra no quinto game, o suíço abriu a vantagem que precisava para vencer. A partir daí, teve apenas o trabalho de administrar o resultado e finalizar a parcial em 6/2 e o confronto em 3 a 0.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.