Conduta do tenista garante a ele a melhor colocação entre esportistas no ranking e perde apenas para Nelson Mandela

Federer precisou de 2 horas e 8 minutos para vencer o australiano Bernardo Tomic na Davis
AP
Federer precisou de 2 horas e 8 minutos para vencer o australiano Bernardo Tomic na Davis
De conduta irreparável no meio do esporte, Roger Federer foi eleito por uma pesquisa mundial como a segunda personalidade mais respeitada e confiável do mundo. O estudo, feito com mais de 50 mil pessoas ao redor do mundo, deixou o tenista atrás apenas de Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul, e à frente de nomes como Bill Gates, Steve Jobs e Elizabeth II (rainha da Inglaterra).

A pesquisa feita pelo Instituto de Reputação RepTrack foi a 25 países e elencou as personalidades mais confiáveis do mundo da política, cultura, economia e esporte. Gates, dono da empresa de computadores Microsoft, ficou na terceira posição - e Jobs, da rival Apple, em sexto, seguido de Oprah Winfrey, ex-apresentadora de TV e Bono Vox, líder da banda U2.

O segundo esportista melhor ranqueado na lista foi Derek Jeter, jogador de beisebol, que ficou em 16º lugar. O terceiro foi o futebolista David Beckham, que apareceu na 24ª colocação, seguido de outro esportista, o polêmico jogador de basquete LeBron James.

"O resultado do estudo do Instituto de Reputação confirma o respeito do povo pelos líderes  que participam de ações filantrópicas fora de seu mundo de celebridades", afirmou Charles Fombrun, presidente do Reptrak.

"Os dois líderes de nossa lista, Nelson Mandela e Roger Federer, têm ligações emocionais com a África do Sul e doam tanto tempo como dinheiro à melhoria da região. Eles foram recompensados pelos seus esforços", elogiou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.