Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Federer: "Djokovic tem grandes chances de ser número 1"

Sérvio diminuiu distância para Rafael Nadal no ranking da ATP. Agora, 2205 pontos separam os rivais

Gazeta |

Atualmente número três do mundo, o ex-líder do ranking de entradas da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais), Roger Federer, ressaltou nesta segunda-feira que não se preocupa tanto com a ascensão de Novak Djokovic, atual vice-líder. Segundo o suíço, ele não se surpreenderia se o sérvio conseguisse roubar o topo do ranking de Rafael Nadal.

"Vejo que Novak segue em grande ascensão desde o Aberto dos Estados Unidos, onde teve a oportunidade de vencer, mas foi derrotado por Nadal. Porém, ele superou o ocorrido e vem em grande momento", declarou. "Ele tem grande chance de ser o número um. Já teve outras e não soube aproveitar, mas agora está jogando muito bem", acrescentou o suíço.

Apesar da ótima fase de Djokovic, que vem de 27 partidas seguidas com vitórias em 2011, Federer lembrou do calendário do circuito, que agora está na temporada do saibro, especialidade de Nadal, além desta semana ser disputado em terras espanholas: o Masters 1000 de Madri.

"Nunca dá para saber o que vai acontecer, pois todo Masters 1000 é complicado. São pisos muito difíceis e apenas um pode sair vencedor", alertou o número três do mundo, que, apesar de ter caído na classificação, está confiante em sua temporada. Neste ano, foi campeão em Doha, vice em Dubai e semifinalista no Aberto da Austrália e nos Masters de Miami e Indian Wells.

"Tem sido um ano bastante bom e eu estou me sentindo muito bem. Sofri um pouco em Dubai, mas foi por conta das condições do local. No resto, acho que tenho feito uma boa temporada até então", finalizou o tenista.

Leia tudo sobre: ATPRankingRoger FedererNovak DjokovicRafael Nadal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG