Súiço atualmente é o terceiro colocado no ranking da ATP, mas foi o único que derrotou o sérvio em 2011

selo

A chegada de Novak Djokovic ao topo do ranking da ATP é bom para o tênis, de acordo com o único tenista que conseguiu derrotar o sérvio nesta temporada. Para o suíço Roger Federer, Djokovic, que acumula 48 vitórias e apenas uma derrota em 2011, mereceu se tornar o número 1 do mundo.

"Ele merece se tornar número 1 depois de um início excelente de ano", disse Federer, terceiro colocado no ranking da ATP, que derrotou o sérvio de 24 anos nas semifinais de Roland Garros. "Quando você perde tão raramente, a sua confiança te carrega para muito longe".

Federer, de 29 anos, disse que não é surpreendente que Djokovic tenha destronado Rafael Nadal depois de tê-lo derrotado em todas finais disputadas por eles em 2011. "E ele provou em Wimbledon que pode jogar na grama", disse Federer, que, a partir de sexta-feira, defende a Suíça contra Portugal, pela Copa Davis. "É bom para o tênis que isto tenha acontecido".

O número 3 do mundo foi eliminado em Wimbledon pelo francês Jo-Wilfried Tsonga nas quartas de final e revelou não ter assistido a final entre Djokovic e Nadal. "Infelizmente, eu não pude assistir à final, mas com certeza ela foi jogada em um nível muito alto", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.