Suíço foi o primeiro a conseguir vencer o líder do ranking na temporada e pode repetir feito nos EUA

O suíço Roger Federer não tomou conhecimento e derrotou, nesta quinta-feira, o francês Jo-Wilfried Tsonga por 3 sets a 0, parciais de 6/4, 6/3 e 6/3 no Aberto dos Estados Unidos . Com o resultado, o atual número três do mundo garantiu vaga na semifinal do último Grand Slam da temporada.

Veja também: Coração, beijos e soco no ar. Veja as mais variadas comemorações no Aberto dos EUA

Pentacampeão do torneio, Federer reencontrará o sérvio Novak Djokovic , líder da ATP e que avançou em Flushing Meadows após a desistência de seu compatriota Janko Tipsarevic .

Apesar do momento único de Djokovic - que conquistou 11 dos 13 torneios que disputou na temporada -, Federer tem um trunfo a seu favor. Ele venceu o último confronto entre eles e foi, de quebra, o primeiro a desbancá-lo em 2011. Na ocasião, Federer derrubou a invencibilidade do rival e se classificou à decisão de Roland Garros .

Além disso, no cômputo geral, é também o atleta da Basileia que dá as cartas. Em 23 duelos, Federer levou 14, contra nove de Nole - que, em 2011, ganhou três e perdeu apenas um para o oponente.

Na sexta-feira, serão realizados antes dois embates válidos pelas quartas de final em Nova York. São eles: John Isner x Andy Murray, e Andy Roddick x Rafael Nadal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.