Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Federação rejeita proposta e Roland Garros continua em Paris

Sede do torneio desde 1928, Paris continuará recebendo o torneio apesar das críticas feitas ao complexo

Gazeta |

O tradicional Aberto da França continuará sendo disputado no complexo de Roland Garros, em Paris. A proposta de uma possível mudança foi estudada e negada pela Federação Francesa neste domingo. O torneio, disputado na Capital francesa desde 1928, permanecerá no saibro de Roland Garros.

A proposta de mudança surgiu por causa da falta de espaço do local, que não comporta o tamanho da competição. Outro problema é a dificuldade em implantar o teto retrátil nas quadras principais, medida já adotada no Aberto da Austrália e em Wimbledon.

Frente a esses impasses, foram apresentadas duas opções aos 180 delegados da Federação Francesa: ampliar o complexo ou levar o Grand Slam para outra cidade a partir de 2016. Por votação, foi decidido que Roland Garros passará por reformas.

A organização de Roland Garros chegou a um acordo com o governo de Paris recentemente, que irá permitir que a ampliação do complexo sobre uma área verde próxima ao local. Entre as mudanças, está prevista a construção de um estádio com capacidade para oito mil pessoas.

Nos arredores de Paris, as cidades de Marselha, Gonesse e Marne-la-Valle eram candidatas a receber o Grand Slam francês, mas o alto custo para a construção de um complexo a altura do evento minou as chances delas. A reforma em Roland Garros está estimada em 250 milhões de euros, enquanto construir um novo local seria, no mínimo, o dobro.
 

Leia tudo sobre: Roland Garros

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG