Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Fãs enfrentam longa fila por ingressos populares para Wimbledon

Torcedores acampam para garantir entradas vendidas apenas nos dias do torneio. Espera é demorada, mas organizada e até divertida

Felipe Rocha, especial para o iG, de Londres |

Se você é daqueles que se desesperam ao ver uma fila, pode mudar seus conceitos. Tudo bem, não é que você vai começar a sentir prazer ao pegar fila pro banco ou algo parecido. Mas, sim, existe uma fila agradável onde você espera por horas e horas, se diverte e até vai achar que foi rápido quando chegar a sua vez.

Estamos em Wimbledon, bairro nobre da região sudoeste de Londres, na Inglaterra. O tradicional Grand Slam começou na última segunda-feira e vai até o dia 3 de julho. Até lá, a cena de milhares de pessoas sentadas, dormindo, acordando, almoçando e lendo o jornal em um enorme gramado vai se repetir diariamente.

Além de todo o charme do principal torneio de tênis disputado na grama, Wimbledon também se diferencia por reservar uma quantia de ingressos para ser vendida a preços populares a cada dia do evento. Como a demanda é bem maior que a oferta, nasce então a já tradicional e famosa fila de Wimbledon.

A organização do evento reserva 1.500 ingressos, divididos igualmente entre as quadras Central, 1 e 2. Para garantir um deles, é necessário muita paciência. Uma barraca também ajuda. "Dificilmente alguém que não acampe aqui desde a noite anterior vai conseguir um destes ingressos", explica Monica Mills, uma das instrutoras que organizam a fila que pode receber até 10 mil pessoas.

Quem se satisfizer com as entradas que dão direito apenas aos jogos das quadras 4 a 19 pode chegar no dia escolhido. "Cheguei às 6h20, vou ficar umas quatro horas na fila e passar o dia inteiro vendo tênis", disse a feliz alemã Rebbeca Kneib, ao lado de três amigas inglesas que conheceu ali mesmo, na fila.

Durante o período de espera, há dezenas de vendedores de jornais, barracas de comidas e patrocinadores expondo seus produtos. Além de guias especializados a cada cinco metros prontos para te esclarecer qualquer dúvida sobre Wimbledon ou sobre a fila em si.

A paixão em comum pelo tênis faz com que os ingleses Will, Edward, James e Richard mantenham a amizade que começou nos tempos da faculdade de administração. "Já é o quinto ano consecutivo que estamos juntos na fila de Wimbledon. O tempo de espera acaba sendo divertido, conversando sobre tênis com os vizinhos de fila e conhecendo pessoas", diz Edward.

Os valores dos ingressos variam de acordo com o andamento do torneio. Nesta segunda-feira, por exemplo, quem quiser assistir os jogos da Quadra Central vai pagar 43 libras (R$ 110). Entradas para as quadras 4 a 19 custam aproximadamente 51 reais.

Ingressos para as quartas de final, semifinal e final são todos vendidos antecipadamente, não há quantia reservada para comprar no dia.

Duas noites por Federer
Roger Federer estreou com vitória na terça-feira e para ter a chance de vê-lo de pertinho, na quadra onde ele já levantou seis troféus, vale qualquer esforço. Para a inglesa  Manj Dhaliwal isso significa trazer sua barraca, uma bandeira da Suíça e dormir duas noites em Wimbledon à espera de um ingresso para ver o ídolo.

Claro, ela foi a primeira da fila e conseguiu. "Sou simplesmente apaixonada por ele. Fico na fila o tempo que for preciso", avisou a fã.

Leia tudo sobre: wimbledonatpetaroger federer

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG