Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Em São Paulo, Brasil Open sonha com Nadal, Federer e Djokovic

Mudança do torneio da Costa do Sauípe para uma grande metrópole anima maiores tenistas da atualidade

Gazeta |

A mudança do local do Brasil Open da Costa do Sauípe , onde era disputado desde 2001, para São Paulo já faz a organização do torneio sonhar com a presença do espanhol Rafael Nadal e do suíço Roger Federer na edição de 2012. Os tenistas teriam ficado animados ao saber que a competição ocorrerá em uma das maiores metrópoles do mundo e negociam sua participação no ano que vem.

Veja também: Brasil Open sai da Bahia e será disputado em São Paulo em 2012

"Nós estamos negociando e não é de hoje. Já faz tempo, dois anos, com os dois e o Djokovic também", afirmou o presidente da Koch Tavares, organizadora do torneio, Luiz Felipe Tavares. O anúncio de que o único torneio de nível ATP do Brasil será realizado em São Paulo no próximo ano foi feito nesta quarta-feira, no Palácio dos Bandeirantes.

EFE
Djokovic e Nadal podem ser novidades no Brasil em 2012
Segundo o organizador, tanto Nadal como Federer defenderam com entusiasmo a mudança de sede do Brasil Open. Em São Paulo, a logística para os principais jogadores do mundo fica facilitada em relação à Costa do Sauípe. Conta também o fato de o torneio ser disputado em quadras de saibro cobertas, o que garante o cumprimento do cronograma mesmo em caso de chuva.

E mais: Bellucci culpa falta de agressividade pela estreia com derrota em Pequim

Nadal disputou o Brasil Open de 2005, a quarta edição do torneio na Costa do Sauípe. Ainda com 19 anos de idade e na 48ª colocação do ranking, ele foi campeão, derrotando na final seu compatriota Alberto Martin. Na semifinal, ele superou o brasileiro Ricardo Mello .

"Quando foi apresentado o projeto, os dois que apoiaram com mais ênfase a decisão de trazer o evento para uma cidade grande como São Paulo foram o Nadal e o Federer. Não quer dizer que eles venham, mas talvez fique mais fácil para eles virem", explicou Tavares.

Outro anseio da organização é levar público ao torneio. Na Costa do Sauípe, arquibancadas vazias eram constantes, também pelas dificuldades impostas pela localização. Os jogos ocorriam dentro de um resort de luxo, a mais de 70 km de Salvador, capital da Bahia.

Marcelo Melo e Bruno Soares vencem dupla favorita em Tóquio

Em São Paulo, a expectativa é que o Ginásio do Ibirapuera e o Mauro Pinheiro recebam bom público durante todos os dias de competição. A organização promete preços populares para os ingressos, que começam a ser vendidos ainda este ano.

"Muda bastante, principalmente para o público. O Ibirapuera é central, tem uma estrutura fácil de entrada e saída, acho que vai ser bem interessante isso. E a quadra coberta de saibro, vai ser o primeiro ATP desse jeito, acho que também é um chamariz", disse o presidente da Confederação Brasileira de Tênis, Jorge Lacerda.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG