Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Em dia chuvoso, pupilo de Oncins vence única partida

Diante do brasileiro Pedro Sakamoto, Gastão Elias venceu por 2 sets a 0, com um duplo 6/1

Gazeta |

A chuva incessante na Zona Oeste da capital paulista prejudicou a disputa do primeiro dia da chave principal do Aberto de São Paulo. O português Gastão Elias, treinado pelo ex-jogador Jaime Oncins, venceu o único confronto realizado nesta segunda-feira, ainda pelo torneio classificatório para o challenger.

Diante do brasileiro Pedro Sakamoto, o europeu de 20 anos, sétimo cabeça de chave, ganhou com um duplo 6/1. Assim que a partida terminou, ainda antes das 11 horas (de Brasília), a chuva começou e interrompeu todos os jogos. Por volta das 16 horas, a organização resolveu cancelar os demais confrontos.

Durante a chuva, os organizadores procuraram academias com quadras cobertas para realizar os duelos do qualifying, mas conseguiram transferir apenas o encontro entre os brasileiros Augusto Laranja e Marcelo Demoliner, segundo favorito. O ganhador enfrenta Elias por uma vaga na chave principal.

Segundo Paulo Pereira, supervisor do campeonato, a situação ainda não é desesperadora. "Para efeito de comparação, já estive em um torneio no Guarujá em que jogamos a primeira rodada do quali só na quarta-feira. Amanhã é um dia chave para saber como precisaremos progredir", declarou.

Se as condições climáticas permitirem, os jogos nesta terça-feira começam às 9 horas. Com o atraso, Pereira admite que os tenistas serão prejudicados. "Essa situação acaba estourando um pouco nos jogadores, que precisam jogar dois jogos no mesmo dia", declarou.

Entre domingo e segunda-feira, os organizadores visitaram, pelo menos, quatro academias em busca de quadras cobertas, sem sucesso. "Curiosamente, em uma cidade grande como São Paulo é uma dificuldade encontrar quadras cobertas adequadas para o tênis profissional", lamentou.

Sem nada para fazer, os jogadores ficaram reunidos na sala reservada a eles. Entediada, a maioria usou celulares, laptops e iPads para passar o tempo. Alguns apostaram no carteado e outros apenas conversaram nos sofás enquanto a chuva não dava qualquer sinal de trégua.

Leia tudo sobre: TênisJaime Oncins

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG