Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Em balanço de final de ano, Djokovic se diz motivado para 2011

Nesta temporada, Djokovic venceu apenas dois torneios: os ATP 500 de Dubai e de Pequim, seu pior desempenho desde 2006

Gazeta |

Um ano não muito proveitoso para Novak Djokovic. Número três do mundo, o sérvio chegou a subir uma posição ainda no começo do ano, mas termina a temporada atrás de Rafael Nadal e Roger Federer. Com resultados não muito expressivos, o tenista espera que em 2011 possa alçar vôos mais altos no circuito profissional.

Nesta temporada, Djokovic venceu apenas dois torneios: os ATP 500 de Dubai e de Pequim, seu pior desempenho desde 2006. Além disso, não foi muito longe nos torneios Masters 1000, parando nas semifinais em Xangai, Toronto e Monte Carlo. Analisando friamente sua temporada, o sérvio admitiu que a manutenção do terceiro lugar no ranking não foi mau negócio e acredita que ano que vem será melhor.

"Estou novamente me sentindo confortável em quadra, mais confiante", disse o sérvio, em entrevista ao site da ATP. "Meu jogo agressivo está de volta, e é isso que eu preciso para me manter no topo. Esse sempre foi o meu estilo. Então é um bom sinal. Se continuar trabalhando, poderei manter a boa forma", completou.

Em janeiro de 2011, vai fazer três anos que Djokovic conquistou seu único Grand Slam, o Aberto da Austrália. Neste ano, a maior chance do sérvio foi no Aberto dos Estados Unidos, quando perdeu para Nadal na final depois de uma vitória espetacular sobre Federer na semifinal.

"Ainda não consigo esquecer dessa derrota. Eu queria muito aquele troféu. Sei que fiz todo o possível para isso", relembra. "Mas o negócio é levantar no dia seguinte e prosseguir na batalha, esperando pela próxima oportunidade".

Leia tudo sobre: Novak DjokovicTênis

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG