Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Em alta, Melo e Soares miram ATP Finals

Dupla brasileira já venceu dois torneios em 2011, além de ter conquistado um vice-campeonato

Gazeta |

Os duplistas brasileiros começaram a temporada em alta. Convocados pelo capitão João Zwetsch para defender o País na Copa Davis em 2010, Marcelo Melo e Bruno Soares ocupam o quinto lugar no ranking de parcerias e miram a classificação para o ATP Finals, evento que reúne os oito melhores duetos no fim do ano. Já Franco Ferreiro e André Sá, juntos oficialmente desde o começo ano, ocupam o 26º posto da lista mundial e vislumbram o primeiro título.

Em 2010, primeira temporada da parceria, Melo e Soares foram campeões do ATP 250 de Nice, mas perderam as finais de Metz, Gstaad e Auckland diante de adversários com ranking mais alto. No torneio realizado na Suíça, eles desperdiçaram dois match points na decisão contra o sueco Johan Brunstrom (54º) e o finlandês Jarkko Nieminen (69º). A melhor participação dos brasileiros no Grand Slam foi as quartas de final em Roland Garros, com direito a vitória sobre os gêmeos norte-americanos Mike e Bob Bryan na segunda rodada.

Derrotados pelos experientes indianos Mahesh Bhupathi e Leander Paes na Copa Davis em 2010, Melo e Soares vivem o auge da parceria no começo deste ano. Depois de ganhar o ATP 250 de Santiago sobre o polonês Lukasz Kubot e o austríaco Oliver Marach, integrantes do top 11 do ranking de duplistas, os brasileiros foram campeões na Costa do Sauípe. Com o vice no ATP 500 de Acapulco, eles construíram uma sequência de 11 vitórias no saibro.

"Acho que o entrosamento foi muito importante nestes resultados. Cada dia que passa, estamos nos entrosando mais, o que dá mais confiança para jogar", explicou Marcelo Melo. Bruno Soares, por sua vez, pensa no ATP Finals. "O Master é a nossa meta, é um grande sonho meu e do Marcelo. Acho que temos condições. É muito difícil continuar neste ritmo, mas com certeza temos condição de estar na briga por uma vaga no final do ano", declarou.

Conquistar dois títulos consecutivos é um feito inédito para ambos os duplistas. Na temporada de 2008, Marcelo Melo, então parceiro do compatriota André Sá, foi como reserva para a Masters Cup de Xangai, mas não chegou a participar, feito alcançado por Cássio Motta e Carlos Kirmayr na década de 1980. Em 2010, o canadense Daniel Nestor e o sérvio Nenad Zimonjic conquistaram o torneio realizado em Londres. A edição deste ano começa no dia 20 de novembro.

Titulares de João Zwetsch nos dois últimos confrontos, Melo e Soares terão a companhia de Franco Ferreiro e André Sá nesta temporada. Questionados sobre a concorrência interna, algo novo no circuito de duplas, os quatro jogadores contemporizam e garantem que a situação é positiva para a modalidade. O capitão da Copa Davis, por sua vez, comemora a possibilidade de contar com duas alternativas para os confrontos.

"É mais uma opção que temos para jogar a dupla na Copa Davis. São jogadores com características diferentes. Enquanto o Marcelo é um cara que joga um tênis mais rápido e agressivo, o Franco e o André são dois bons devolvedores e com um jogo de base muito sólido. São opções distintas e isso é bom para todo mundo", analisou Zwetsch. Na tentativa de disputar os playoffs pelo sexto ano consecutivo, o Brasil enfrenta o Uruguai entre os dias 8 e 10 de julho, fora de casa.Desde que se separou de Marcelo Melo, André Sá tentou firmar parceria com o romeno Horia Tecau e com o australiano Stephen Huss, sem sucesso. O brasileiro de 33 anos caiu no ranking e passou a jogar com o compatriota Franco Ferreiro, sete anos mais novo, que decidiu se dedicar ao circuito de duplas em função de limitações físicas. Dos 10 challengers que a parceria disputou no ano passado, ganhou cinco e ficou com mais dois vices. Assim, decidiram oficializar o dueto.

Os brasileiros iniciaram a temporada de 2011 com o título do Aberto de São Paulo e partiram para o circuito da ATP. Depois de tropeços na primeira rodada do Aberto da Austrália e na Costa do Sauípe, os tenistas duplistas alcançaram a decisão no saibro de Buenos Aires, a primeira da carreira de Franco Ferreiro, e em seguida demonstraram versatilidade para chegar até a semifinal no piso rápido de Delray Beach.

O experiente André Sá, 17º no ranking mundial de duplistas em fevereiro de 2009 e dono de seis títulos na carreira, sente que a primeira conquista de sua nova parceria está próxima. "Começamos bem porque já estamos jogando juntos há algum tempo. Ganhamos vários challengers e com isso estamos com ritmo de jogo. Acho que estamos jogando em um nível alto o suficiente para ganhar um titulo. Então, está próximo, sim", apontou.

Leia tudo sobre: ATPATP FinalsMelo e Soares

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG