Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Djokovic pode ser primeiro do ranking, diz capitão da Copa Davis

Bogdan Obradovic, capitão da Sérvia na Davis, não poupou elogios ao campeão do Aberto da Austrália

Reuters |

AFP
Djokovic conquista pela segunda vez o Aberto da Austrália e se firma como terceira força do tênis
Novak Djokovic tem toda a chance de se tornar número um do mundo este ano, depois de ganhar seu segundo Aberto da Austrália neste domingo, segundo o capitão da Sérvia na Copa Davis, Bogdan Obradovic.

Djokovic, que conquistou o primeiro troféu de Grand Slam na Rod Laver Arena em 2008, venceu por 6-4, 6-2 e 6-3 o britânico Andy Murray, e Obradovic disse que o ótimo desempenho do sérvio mostrou um jogador mais maduro do que aquele de três anos atrás.

"Djokovic melhorou em todos os fundamentos e, francamente, eu esperava que vencesse Murray após o modo que ele jogou em todo o torneio," disse Obradovic.

"Ele tornou-se mais forte mentalmente e fisicamente, e ainda mais preciso do que em 2008 e pode ganhar pontos rapidamente quando precisa", afirmou.

"Com tudo isso em mente, será muito difícil impedi-lo de se tornar o número um do mundo este ano, se continuar jogando neste nível durante a temporada.", acrescentou.

Djokovic teve apenas uma breve pausa depois de levar a Sérvia ao seu primeiro título da Copa Davis em dezembro e Obradovic acredita que a conquista fortaleceu o número três do mundo no primeiro Grand Slam do ano.

"Qualquer um teria esperado que o cansaço talvez se tornasse um fator, porque Djokovic foi além do esperado pela Sérvia na Copa Davis, mas na verdade isso só o motivou a continuar e mostrar tudo do que é capaz," disse.

"Parece que fazer uma pausa da Copa Davis não ajudou (o número um do mundo) Rafael Nadal bem como (o número dois) Roger Federer e só vai tornar mais difícil deter a evolução de Djokovic após o resultado de sua semi-final em Melbourne."

Como em 2008, Djokovic derrotou Federer em dois sets para chegar à final e também nunca ficou em desvantagem contra Murray, depois de quebrar o serviço no décimo game para tomar o primeiro set.

Raramente capaz de controlar suas emoções em quadra no passado, Djokovic abdicou de sua marca registrada, as batidas no peito, e de repreender a si mesmo contra o britânico, procurando sempre demonstrar mais tranquilidade do que o adversário.

"Djokovic passou para outro nível. Ele é um jogador e uma pessoa diferente, mais confiante do que nunca em sua carreira," afirmou Obradovic.

Leia tudo sobre: DjokovicAberto da Austrália

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG