amigo Gustavo Kuerten, em 2000. Sonhava em ser que nem ele - Tênis - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Djokovic lembra título do amigo Gustavo Kuerten, em 2000. Sonhava em ser que nem ele

O atual número 3 do mundo também já conquistou o ATP Finals, em 2008. E diz ser fã do ex-tenista brasileiro

iG São Paulo |

As próximas duas semanas prometem ser inesquecíveis para o sérvio Novak Djokovic. O tenista número 3 do mundo inicia na próxima segunda-feira, diante do tcheco Tomas Berdych, sua caminhada em busca do bicampeonato do ATP Finals. E cinco dias após o torneio que encerra a temporada de simples, Djokovic terá a final da Copa Davis. 

Sérvia e França se enfrentam entre os dias 3 e 5 de dezembro, em Belgrado. É um momento mais do que especial. Estar aqui em Londres é maravilhoso. E depois jogar a final da Davis em meu país talvez seja a única oportunidade durante toda a vida, afirmou em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

A Sérvia jamais conquistou a Davis. A possibilidade de conquistar a taça inédita não sai do pensamento de Djokovic. Estou tentando não pensar nisso agora, mas para ser honesto é difícil. Mas preciso primeiro focar no ATP Finals, diz.

Campeão do ATP Finals em 2008, disputado em Xangai, na China, o sérvio respondeu com extremo bom humor a pergunta do iG se lembrava da conquista de Gustavo Kuerten em 2000 e o que fazia na época. Claro que lembro. Foi em Portugal, não foi? Kuerten sempre foi um dos meus tenistas favoritos. Não só pelo estilo de jogo, mas pela personalidade. Muitos no circuito acham a mesma coisa. A paixão que ele demonstrava era contagiante. Quando ele desenhou aquele coração na quadra central de Roland Garros foi demais. Hoje ele é meu amigo, mas na época que ele ganhou eu era um bebê, assistia tudo pela televisão e sonhava em ser que nem ele, falou o tenista de 23 anos de idade.

Antes de encerrar a entrevista, Djokovic ainda foi perguntado o que gostaria de ganhar de presente de Natal e qual presente gostaria de dar. Sempre gostei mais de dar presentes do que recebê-los. Neste Natal espero dar a Davis para o meu país.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG