Sérvio cede apenas cinco games para Marcel Granollers, avança no Aberto da Austrália e espera adversário croata na fase seguinte

Se Roger Federer já não havia dado mínimas chances a Lukas Lacko na primeira rodada do Aberto da Austrália, Novak Djokovic não deixou por menos. Na última partida do dia na Arena Rod Laver, o sérvio esmagou o espanhol Marcel Granollers por 3 sets a 0, parciais de 6/1, 6/3 e 6/1, em apenas uma hora e 31 minutos de jogo.

Desde os primeiros pontos, Djokovic se mostrou soberano. Foram duas quebras de saque logo no primeiro set. Ele chegou a estar vencendo a parcial por 5/0. No segundo, um pouco mais de equilíbrio, mas nada que pudesse ameaçar o terceiro colocado do ranking da ATP. Granollers bem que conseguiu derrubar o serviço do sérvio, mas a resposta foi imediata.

No terceiro e último set, o que se viu novamente foi um Djokovic arrasador e um adversário perdido em quadra. O espanhol abusou dos erros não-forçados – foram 26 ao todo –, e o favorito sobrou na quantidade de winners (34 a 15) e aces (7 a 3).

Em busca de seu segundo título no Grand Slam australiano, o sérvio espera para a segunda o vencedor do duelo entre Ivo Karlovic e Ivan Dodig, ambos da Croácia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.