Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

De volta à final de Wimbledon, Sharapova desaprova semifinal

Campeã em 2004 aos 17 anos, russa tenta o bi no Grand Slam inglês contra a tcheca Petra Kvitova

Gazeta |

Em sets diretos, a russa Maria Sharapova eliminou a alemã Sabine Lisicki , com parciais de 6/4 e 6/3, mas não gostou de sua atuação nas semifinais de Wimbledon. De qualquer forma, a sexta do ranking voltou à decisão do Grand Slam britânico após sete anos de ausência. No caminho à decsião, ela passou pela compatriota Anna Chakvetadze, a britânica Laura Robson, a tcheca Klara Zakopalova, a chinesa Shuai Peng e a eslovaca Dominika Cibulkova.

"Não fiz minha melhor partida no torneio, mas fico feliz de ter podido vencer em sets diretos. Ela jogou muito bem nos primeiros games e eu fiz o contrário, mas, mesmo assim, mantive o foco", analisou. A primeira e única decisão de Sharapova na grama londrina foi aos 17 anos, em 2004, quando venceu seu primeiro grande título. De lá para cá, alcançou apenas as semifinais em 2006.

"Eu me lembro de estar muito emocionada na final. A cada partida, me preparava para voltar para casa. Estou em um estágio diferente da carreira, com 24 anos, mas ainda jogando tênis. É um sentimento incrível", resumiu.

Para conquistar o quarto título de Grand Slam da carreira, Sharapova tem que passar pela tcheca Petra Kvitova. No único duelo anterior, a russa saiu vencedora da semifinal de Memphis, em 2010, por 2 a 0, parciais de 6/4 e 6/3. "É inacreditável estar na final. Não consigo dizer nada. Estou muito feliz e ainda não penso na final", afirmou a tenista, oitava do ranking e em uma final de Grand Slam pela primeira vez.

Leia tudo sobre: WTAWimbledonMaria Sharapova

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG