Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

De olho na Davis e no Aberto da Austrália, Ferreiro e Sá confirmam dupla fixa

Juntos, os dois brasileiros foram campeões de metade dos 10 challengers que disputaram na temporada

Gazeta Esportiva |

A série de bons resultados alcançados nesta temporada levou os brasileiros Franco Ferreiro e André Sá a oficializarem uma dupla fixa. Com o sonho de disputar a Copa Davis, a nova parceria já pensa no Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da próxima temporada.

"Vamos jogar no ano que vem juntos com certeza em todos os torneios que pudermos entrar. Eu ainda estou com energia para começar uma dupla nova e ele também está com muita vontade. Formamos uma parceria forte e tem tudo para dar certo", afirmou o experiente André Sá.

Depois de passar as últimas temporadas ao lado de Marcelo Melo, o tenista de 33 anos tentou engatar uma nova dupla com o romeno Horia Tecau e com o australiano Stephen Huss, sem sucesso. Já Ferreiro, com problemas físicos, decidiu apostar no circuito de duplas no começo do ano.

Juntos, os dois brasileiros foram campeões de metade dos 10 challengers que disputaram na temporada, além de ficarem com dois vice-campeonatos. Ferreiro e Sá chegaram a passar 17 jogos invictos com os títulos consecutivos de Blumenau, Brasília, Salvador e Bogotá.

"Temos que unir a experiência que ele tem com a vontade que eu estou de chegar ao topo também. Precisamos dosar entre os dois, conversar bastante e ter uma boa relação tanto dentro como fora da quadra. Ele tem muita coisa para ensinar. Quanto mais rápido eu aprender e assimilar, melhor", disse Ferreiro, 26 anos.

Nesta temporada, o capitão João Zwetsch convocou Bruno Soares e Marcelo Melo, 14ª melhor dupla do ano, para os confrontos da Copa Davis. Com a parceria confirmada, Franco Ferreiro e André Sá sonham com o chamado para representar o Brasil no tradicional torneio por nações.

"Nossa meta é estar entre os 40 melhores do mundo. Se conseguirmos, a Copa Davis vem junto. É uma situação de competição, porque o Bruno e o Marcelo atualmente são os titulares. Mas vai ser saudável para todos. O Brasil nunca teve duas duplas especializadas, e uma vai puxar a outra", afirmou Sá, que tem 14 vitórias e 10 derrotas no torneio.










SÁ DESCARTA APOSENTADORIA


Com 33 anos, André Sá já figurou no 55º lugar do ranking de simples e alcançou o 17º posto em duplas. Dono de seis títulos e nove vice-campeonatos em parceria, ele nem pensa em parar.

"Estou com gás e o principal é que tenho motivação para treinar e jogar. Uma prova disso é que estou começando uma parceria nova aos 33 anos. Estou focado no esporte ainda e não planejo me aposentar", afirmou o veterano.

Convocado para a Copa Davis entre 2005 e 2009, o tenista não passava uma temporada inteira sem títulos de ATP desde 2006. No final do ano, Sá procura enxergar a situação de forma positiva.

"É bom para abrir um pouco os olhos e trabalhar mais forte em busca dos resultados no ano que vem. Sempre que você troca muito de parceiro, o ano não é o ideal. Com a dupla formada com o Franco, tem tudo para dar certo", apostou.



Franco Ferreiro iniciou a temporada no 260º lugar do ranking mundial e agora figura no 74º posto. André Sá, por sua vez, caiu da 44ª para a 71ª posição. Desta forma, a parceria tem boas possibilidades de participar do Aberto da Austrália, marcado para janeiro de 2011.

"Ainda precisamos esperar a lista final, mas podemos ter um resultado grande logo de cara, pode acontecer de na Austrália chegarmos na semifinal, não é impossível. Se não acontecer, temos que continuar trabalhando. Precisa estar bem preparado. Se você chegar um pouco cansado ou destreinado, os resultados ficam escassos", disse Sá.

Conforme o desempenho ao longo da temporada, os novos parceiros serão obrigados a se separar para entrar em alguns torneios grandes, mas ambos não preveem grandes dificuldades na passagem do nível challenger para o circuito da ATP.

"Nos challengers, ninguém quer perder de nós. Da mesma forma, nos torneios ATP não vamos querer perder de ninguém. Vai ter um pouco de disputa de querer ganhar dos caras bons nos torneios grandes, e isso é legal. Tomara que não demore tanto para embalarmos", disse Ferreiro.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG