Shamil Tarpischev, capitão da Rússia, não explicou o motivo de o tenista russo em melhor fase não ter sido convocado

selo

AP
Davydenko não enfrenta as duplas brasileiras na repescagem da Copa Davis
A Rússia vai enfrentar o Brasil pela repescagem da Copa Davis, em Kazan, entre os dias 16 e 18 de setembro, sem seu tenista em melhor fase. Nikolay Davydenko, atual número 39 do mundo, ficou de fora da convocação da equipe russa, que será composta por Mikhail Youzhny (15.º do ranking da ATP), Dmitry Tursunov (43.º), Igor Kunitsyn (62.º) e Igor Andreev (78.º).

O capitão da equipe russa, Shamil Tarpischev, não explicou porque deixou Davydenko, derrotado por Novak Djokovic na segunda rodada do Aberto dos Estados Unidos, de fora da convocação. Assim, Mikhail Youzhny será o número 1 dos donos da casa no confronto, embora deva cair no ranking e deixar o top 25 depois de ser eliminado na estreia da último Grand Slam da temporada pelo letão Ernests Gulbis.

Mesmo assim, a equipe russa ainda é a favorita para o confronto, já que seus jogadores são especialistas no piso rápido onde serão disputadas as partidas. O Brasil irá para a Rússia com Thomaz Bellucci (35.º do mundo), Ricardo Mello (114.º) e a dupla de Bruno Soares e Marcelo Melo, 11.ª melhor parceria do ranking mundial.

O Brasil só leva favoritismo no confronto de duplas do segundo dia, já que os russos não têm uma parceria formada e entrosada. Bellucci enfrentou Youzhny uma vez e perdeu (6/2 e 6/3) - na quadra rápida de Tóquio, em 2009. Contra Kunitsyn, foram dois duelos em 2008: a vitória do brasileiro aconteceu em Wimbledon, mas ele foi derrotado em Bordeaux. Bellucci venceu Andreev uma vez no saibro de Gstaad, em 2009, e nunca enfrentou Tursunov, o provável número 2 da Rússia no confronto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.