Tamanho do texto

Brasil é o país anfitrião da competição e por isso Thomaz vai disputar a competição em novembro

O Brasil, mais precisamente o Ginásio do Ibirapuera (em São Paulo), sediará a primeira edição do ATP Challenger Tour Finals. A competição reunirá os sete melhores tenistas da temporada, levando em conta o número máximo de dez torneios da série Challenger. Como país anfitrião, o Brasil tem direito a ser representando por um atleta, que será Thomaz Bellucci.

Mesmo com a frustração da derrota nos playoffs do Grupo Mundial da Copa Davis no último final de semana, Bellucci confirmou presença no evento, marcado para o período entre os dias 16 e 20 de novembro.

O tenista mostrou-se contente com a oportunidade de fechar a temporada jogando em casa. "Estou muito contente de poder jogar o último torneio da temporada em casa, com o apoio do público, da minha família e dos meus amigos. São raras as oportunidades que tenho de jogar em São Paulo. É uma boa maneira de fechar o ano com chave de ouro", afirmou.

Além disso, o verde-amarelo, atualmente número 38 do ranking da ATP, lembrou dos tempos que disputava vários certames deste porte. "Em 2008 venci quatro torneios challengers (Santiago, Florianópolis, Tunis e Rabat) e que foram fundamentais para minha ascensão no circuito", disse.

No momento, os sete classificados para a disputa são Rui Machado (Portugal), Eric Prodon (França), Martin Klizan (Eslováquia), Lukas Rosol (República Tcheca), Matthias Bachinger (Alemanha), Dudi Sela (Israel) e Stephane Robert (França).