Tenista brasileiro, de 34 anos, conquistou o ATP 250 de Metz e chegou ao seu sétimo título na carreira

Depois de passar em branco durante a temporada de 2010, André Sá voltou a conquistar um título na manhã deste domingo. Ao lado de Jamie Murray, irmão de Andy, ele quebrou o jejum na final do ATP 250 de Metz ao vencer o ex-parceiro Marcelo Melo e o tcheco Lukas Dlouhy com parciais de 6/4 e 7/6 (9-7).

Ex-top 20 do ranking mundial de duplas, André Sá, 34 anos, disputou uma final pela 18ª vez na carreira e conquistou seu sétimo título, o primeiro desde que se separou de Marcelo Melo, no final de 2009. Em 2011, ao lado de Franco Ferreiro, ele ficou com o vice nos ATP 250 de Buenos Aires e Kitzbuhel.

Juntos, André Sá e Marcelo Melo foram campeões em Kitzbuhel-2009, New Haven-2008, Poertschach-2008, Costa do Sauípe-2008 e Estoril-2007, além dos vices em Delray Beach-2009 e no Queen's Club-2009 e 2008. Ambos foram como reservas ao Masters de Xangai-2008 e acumularam três vitórias e uma derrota na Copa Davis.

Em 2010, Marcelo Melo se separou de André Sá para jogar com Bruno Soares. A nova dupla, titular do Brasil na Copa Davis, foi campeã em Nice-2010, na Costa do Sauípe-2011 e em Santiago-2011. Eles ainda perderam na final em Acapulco-2011, Metz-2010, Gstaad-2010 e Auckland-2010.

Sem Marcelo Melo, André Sá tentou engatar parcerias em 2010 com nomes como o romeno Horia Tecau e o australiano Stephen Huss, sem sucesso. Após bons resultados em challengers, ele efetivou uma dupla com o compatriota Franco Ferreiro em 2011, mas a parceria já foi desfeita.

Além dos cinco títulos e três vice-campeonatos, André Sá e Marcelo Melo foram semifinalistas em Wimbledon-2007, quando caíram diante dos franceses Arnaud Clement e Michael Llodra. Em Newport-2011, eles reeditaram a parceria e também pararam na semifinal diante do sueco Johan Brunstrom e do canadense Adil Shamasdin.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.