Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

CBT inicia testes em busca de perfil do tenista nacional

Segundo entidade, ideia é que jogadores realizem novos testes com seus preparadores físicos durante a temporada

Gazeta Esportiva |

Com alguns dos melhores representantes do Brasil no ranking mundial, a CBT (Confederação Brasileira de Tênis) iniciou uma série de testes físicos e clínicos na manhã desta terça-feira, em São Paulo. A ideia da entidade é estabelecer um perfil do jogador nacional com a finalidade de aperfeiçoar o treinamento no futuro.

"Vamos montar um banco de dados para determinar uma metodologia de trabalho própria", diz Eduardo Faria, preparador físico da CBT. "Todas as escolas, como a francesa e a sueca, têm esse tipo de trabalho e hoje seguimos uma tabela da ITF (Federação Internacional de Tênis). Queremos descobrir como é o tenista brasileiro", completou.

Na manhã desta terça-feira, Thomaz Bellucci, Ricardo Mello, Thiago Alves, Caio Zampieri, Marcelo Melo, Bruno Soares, André Sá e Franco Ferreiro participaram do primeiro teste físico conjunto coordenado pela CBT com os principais tenistas brasileiros.

De acordo com Eduardo Faria, a ideia é que os jogadores realizem novos testes com seus preparadores físicos durante a temporada. "Quando chegar no final do ano, a gente junta tudo e analisa o que está acontecendo como um todo", explicou o preparador físico da equipe nacional na Copa Davis.

A série de destes físicos e clínicos segue até o próximo domingo. Nesta quarta-feira, serão realizados exercícios de quadra. Depois de uma pausa no dia seguinte, os jogadores retomam os trabalhos na sexta, já em Mogi das Cruzes, sede da Masters Cup.

"Isso tudo dará parâmetros para os preparadores físicos que trabalharão com esses jogadores. Eles poderão coordenar, direcionar e segmentar os treinamentos. A partir da segunda avaliação, também poderemos comparar os dados e detectar alguma deficiência. Não vamos mais perder tempo, seremos mais específicos", explicou Faria.

O laboratório da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e o Esporte Clube Pinheiros serão usados para as avaliações. Antes dos testes com os principais tenistas do masculino, a CBT realizou o mesmo tipo de trabalho com a categoria juvenil e também no feminino.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG