Tamanho do texto

Rogério Dutra Silva e Feijão pleiteam chance no circuito que revela grandes estrelas do ATP World Tour

A três meses da disputa inédita do ATP Challenger Tour Finals, no Ginásio do Ibirapuera (SP), dois brasileiros se mantêm na briga pela classificação do torneio, que será disputado entre os dias 14 e 20 de novembro.

Recém-campeão do Challenger de Campos do Jordão, Rogério Dutra Silva é atualmente o dono da 20ª posição do ranking (que é um paralelo ao da ATP), com 257 pontos obtidos em 15 torneios. Uma colocação abaixo aparece João Olavo 'Feijão'. Após parar na semifinal do ATP 250 de Kitzbuhel, na Áustria, o paulista soma 247 pontos em 15 certames disputados.

Garantem vaga para a primeira edição da temporada do ATP Challenger Tour Finals os sete melhores ranqueados, contabilizando o número máximo de dez torneios da série Challenger, e mais um tenista do país sede.

Entre os classificados no momento, destaque para o alemão Matthias Bachinger, líder da classificação e que vive o melhor momento da carreira, ocupando o 87º posto da ATP; e o israelense Dudi Sela, que figura na segunda colocação. Completam a lista dos sete o tcheco Lukas Rosol, o francês Stephane Robert, o português Rui Machado, o francês Eric Prodon e o argentino Horacio Zeballos.

Com mais de 150 eventos pelo mundo, o ATP Challenger Tour é o circuito que revela grandes estrelas do ATP World Tour. Todos os melhores tenistas da atualidade, como Rafael Nadal, Novak Djokovic, Roger Federer, Andy Murray, Thomaz Bellucci, entre outros, jogaram torneios da série Challenger como forma de preparação para os maiores eventos do mundo.