Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Bellucci prioriza Olimpíadas e sonha com título e marco na carreira

Brasileiro tem boas chances de ir aos Jogos Olímpicos e ressalta a importância da competição

Gazeta |

Futura Press
Bellucci se sente feliz de disputar sua segunda Olimpíada com apenas 24 anos
Participar dos Jogos Olímpicos de Londres é uma das prioridades de Thomaz Bellucci nesta temporada. Às vésperas do ATP 250 de São Paulo, marcado para a próxima semana, o tenista se revela empolgado com a possibilidade de jogar o torneio pela segunda vez na carreira com apenas 24 anos, já que marcou presença em Pequim-2008.

Leia também: Tenista Christian Lindell troca Suécia pelo Brasil

"Foi uma surpresa para mim ter jogado na China. Eu estava com ranking muito alto, mas consegui fazer uma série de bons resultados para me classificar. Foi legal como experiência jogar uma Olimpíada tão novo. Se eu conseguir entrar em Londres, vou ficar bem contente e com certeza vai ser um marco na minha carreira", declarou.

Em 2008, com apenas 20 anos, Bellucci perdeu na estreia para o eslovaco Dominik Hrbaty. Atual 38º colocado do ranking mundial, ele se mantém no top 40 desde novembro de 2009 e tem boas chances de alcançar a classificação para os Jogos de Londres, uma vez que os 56 melhores da lista da ATP do dia 11 de junho garantem vaga.

E ainda: Robredo e Chela desistem, e Feijão ganha vaga no ATP 250 de São Paulo

"A Olimpíada é uma competição que coloco como prioridade quando acontece. É um torneio que você tem poucas chances de jogar, porque é realizado só a cada quatro anos e a carreira do jogador é muito curta. Se tiver possibilidade de jogar esse ano, será ótimo poder participar e defender o Brasil novamente", reiterou.

O tênis nos Jogos Olímpicos de Londres prevê a disputa de simples, duplas e duplas mistas. A competição será ainda mais especial na medida em que está prevista para o All-England Club, sede do mítico Grand Slam britânico, disputado em quadras de grama.

AFP
Piso de grama das Olimpíadas deve dificultar vida de Bellucci, que sofre quando disputa jogos em Wimbledon

"Já tem a tradição de Wimbledon, que acontece há muitos anos. Por isso, o público comparece e sempre tem uma expectativa grande pelo evento. O tênis na Olimpíada vai ser um torneio legal e com muitos jogadores fortes, como sempre acontece", projetou Bellucci.

A superfície de grama certamente dificultará a vida dos brasileiros em Londres. Thomaz Bellucci, por exemplo, fez apenas nove partidas neste tipo de piso em nível ATP (cinco vitórias e quatro derrotas). Em Wimbledon, o tenista nunca venceu mais de duas partidas.

"Não vai ser tão fácil como seria na quadra na rápida ou no saibro. Não temos muitas quadras de grama no Brasil, então você precisa chegar, se adaptar e jogar da melhor maneira possível. Mas isso acontece com todos os jogadores. Só tem um torneio grande na grama e cada um precisa se virar como pode", minimizou Bellucci.

O argentino Daniel Orsanic, técnico do principal tenista brasileiro desde o começo desta temporada, também já pensa na disputa dos Jogos de Londres. Com o torneio olímpico está marcado para o dia 28 de julho, o novo comandante faz planos para seu pupilo chegar embalado.

"O objetivo é conseguir bons resultados antes das Olimpíadas para que ele entre com confiança. Tudo também depende de como ele vai terminar a gira de saibro europeia. Para treinar, vamos competir nas poucas semanas de grama que existem no circuito", explicou Orsanic.

Leia tudo sobre: thomaz belluccilondres 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG