Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Bellucci cita potencial no piso duro e muda calendário por Aberto dos EUA

Tenista brasileiro diz que torneios do segundo semestre são boa chance de subir no ranking da ATP

Gazeta |

O brasileiro Thomaz Bellucci nunca passou da segunda rodada do Aberto dos Estados Unidos. Na tentativa de bater seu recorde no último Grand Slam da temporada, o tenista resolveu mudar o calendário em relação ao ano passado. Otimista, o pupilo de Larri Passos aposta na possibilidade de evoluir no piso duro.

"Agora, a gente priorizou a quadra rápida mesmo. No ano passado, fizemos um calendário um pouco diferente, jogando dois torneios no saibro antes da gira de rápida. Mudamos o calendário para chegarmos mais preparados no Aberto dos Estados Unidos", explicou Bellucci.

Após cair em Wimbledon 2010, ele jogou em Hamburgo, Gstaad [ambos no saibro], Canadá, Cincinnati e New Haven antes do Aberto dos Estados Unidos. Nesta temporada, Bellucci planeja usar Los Angeles, Washington, Canadá e Cincinnatti, todos no piso duro, como preparação para o Grand Slam.

"Foi uma opção para aprender um pouco a jogar na quadra rápida e com isso ganhar mais pontos nessa superfície. Minha preferência logicamente é o saibro, mas já conversei com o Larri sobre isso e acho que tenho um potencial legal para jogar bem na rápida. É uma questão de treinamento e amadurecimento nesse tipo de quadra", declarou o tenista.

Para evoluir cada vez mais no piso duro, Thomaz Bellucci aposta no trabalho ao lado do técnico Larri Passos, que comandou Gustavo Kuerten na conquista de títulos expressivos na superfície, como a Masters Cup-2000 e o Masters Series de Cincinnati-2001.

"O mais importante é jogar um pouco mais dentro da quadra. O jogo é mais rápido, mais 'pá-pum' e não tem tanta troca de bola. Você pega os caras que sacam melhor e é importante estar com a devolução afiada. Na quadra rápida, também é importante subir um pouco mais para a rede e definir os pontos mais rápido", explicou o jovem.

No ranking mundial divulgado no dia 26 de julho de 2010, Thomaz Bellucci alcançou a 21ª colocação, seu recorde. Com 340 pontos a defender até o final deste ano, o atual 34º da lista da ATP sabe que precisa evoluir na quadra dura para repetir o feito de Gustavo Kuerten, o único brasileiro a integrar o top 20.

"Tenho uma chance boa para subir no ranking. Eu tinha cerca de 1.000 pontos para defender no primeiro semestre e consegui defender quase todos. No segundo semestre, se eu aumentar meu nível e jogar melhor do que no ano passado, quando desperdicei alguns jogos, tenho uma chance legal de subir no ranking", encerrou Bellucci.

Leia tudo sobre: ATPAberto dos EUAThomaz Bellucci

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG