Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Após título, Federer destaca seu poder de superação

Cada vez que me descartam (da lista de favoritos), ou tentam me descartar, sou capaz de me recuperar, afirmou o suíço, campeão do ATP Finals

Agência Estado |

O suíço Roger Federer fechou a sua temporada em grande estilo, no último domingo, em Londres, ao conquistar o título do ATP Finals com uma vitória sobre o espanhol Rafael Nadal, líder do ranking mundial, na decisão do torneio que reúne os melhores tenistas do ano. Federer levou o expressivo título depois de amargar derrotas inesperadas na temporada, que chegaram a colocar em questionamento a possibilidade de o suíço começar a viver a fase decadente de sua carreira.

O fato de mais uma vez provar que está sempre se superando foi destacado pelo tenista número 2 do mundo nesta segunda-feira. "Cada vez que as pessoas me descartam (da lista de favoritos), ou tentam me descartar, sou capaz de me recuperar", afirmou o suíço, respondendo aos seus críticos.

Recordista de títulos de Grand Slam, com 16 conquistas, Federer afirmou que Nadal teve um desempenho "supremo" no ano, no qual assumiu a liderança do ranking mundial e levou três dos quatro principais torneios da temporada. O suíço, porém, lembrou que também teve bons resultados, como por exemplo o título do Aberto da Austrália no início do ano.

Federer, porém, acha engraçado quando dizem que ele só jogou bem no início desta temporada. "Parece como se eu tivesse jogado de forma terrível durante o verão ou que não tivesse jogado tudo que posso. Não foi assim. Me esforcei, joguei, joguei e joguei e tentei. E eu fiz realmente alguns jogos bons. Eu tive algumas derrotas difíceis e alguns caras jogaram melhor do que eu e, quando você se dá conta, já passou a metade da temporada. Porém, eu sinto que tive algumas semanas incríveis", analisou.

Já ao falar mais especificamente sobre as críticas que recebeu, o suíço disse que as encarou com naturalidade. "Eu não estou zangado. Como um atleta, você tem que estar aberto às críticas, e tem que permitir que te critiquem, porque nem todos têm a mesma opinião", reforçou.

Leia tudo sobre: tênis - roger federer

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG