Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Após reunião entre Larri e Bellucci, agente vê negociação encaminhada

Técnico acompanhou o ex-tenista Gustavo Kuerten desde o começo da carreira do atleta. Sob seu comando, Guga foi tri em Roland Garros e número um do mundo

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859868651&_c_=MiGComponente_C

Depois de dispensar João Zwetsch, Thomaz Bellucci negocia com Larri Passos. O ex-técnico de Gustavo Kuerten revelou que chegou a se reunir com o tenista em Balneário Camboriu no feriado do último dia 15 de novembro. Já Roberto Marcher, diretor técnico da Koch Tavares, empresa que gerencia a carreira do jovem, está otimista.

"O que aconteceu de concreto foi que o Bellucci me fez um convite, disse que gostaria de treinar comigo", contou Larri. "Nós conversamos aqui na academia e agora o namoro continua. Eu acho está mais nas mãos dele do que nas minhas", completou o treinador.

Na semana que antecedeu a etapa de São Paulo da Copa Petrobras, Bellucci criticou os técnicos brasileiros em geral, poupando apenas João Zwetsch e Larri Passos. Dois dias depois, citou sua queda de rendimento no segundo semestre e anunciou a demissão do então treinador.

Larri Passos acompanhou Gustavo Kuerten desde o início da carreira do tenista. Ambos chegaram a se separar em março de 2005, mas retomaram a parceria em setembro de 2006. Sob o comando do treinador, Guga foi tricampeão de Roland Garros e alcançou o topo do ranking mundial.

Getty Images
Gustavo Kuerten e Larri Passos treinam em 1999, durante o Aberto dos EUA

Atual 31º colocado da lista da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais), Bellucci está de férias e retorna a São Paulo apenas no próximo dia 27 de novembro. Assim que o jovem chegar, a negociação com Larri Passos será retomada. O estafe do tenista de 22 anos espera definir o assunto, no máximo, até o dia 5 de dezembro.

Roberto Marcher mantém contato constante com Bellucci e vê a situação de forma positiva. "A negociação está muito bem encaminhada. Ainda faltam algumas coisinhas e detalhes para acertar, mas tem chance de fazermos essa experiência com o Larri. Estou bem otimista no trabalho dos dois juntos", disse o representante da Koch Tavares.

Larri Passos mantém uma academia em Balneário Camboriu e treina algumas promessas brasileiras, entre elas Thiago Fernandes, atual campeão do Aberto da Austrália juvenil. Além disso, está empolgado com o trabalho desenvolvido junto a um tenista chinês.

Desta forma, o treinador não viajaria com Bellucci durante toda a temporada, algo que ambas as partes não enxergam como um impedimento à parceria. "Não preciso ficar full time (o tempo todo) com um só jogador. Hoje em dia, é muito fácil de se comunicar", explicou Larri.

AE
Thomaz Bellucci é o número um do Brasil no tênis, e 31º do ranking da ATP

Roberto Marcher também já pensa em como armar o calendário com o novo treinador. "O Larri viajaria com o Bellucci durante boa parte da temporada e estaria presente nos torneios grandes, sem dúvida nenhuma. Quando ele não puder, a gente teria que escolher outro técnico. É claro que dá para conciliar", afirmou.

Caso a contratação de Larri Passos seja confirmada, Marcher planeja conversar com o técnico pessoalmente para traçar o planejamento de 2011. "Eu iria visitá-lo na academia dele para termos uma conversa sobre a temporada e vermos quantas semanas ele teria", explicou o representante da Koch Tavares.

Em 2009, Larri torcia por Zwetsch 
No mês de novembro de 2009, Larri Passos concedeu entrevista no clube Paineiras, em São Paulo. Na época, ele elogiou Thomaz Bellucci e disse torcer pela parceria do tenista com João Zwetsch.

"Espero que esse casamento dele (Bellucci) e do João persevere, o que é importante. Que eles continuem aprendendo juntos no circuito, o que é bacana pra caramba", disse o técnico há cerca de um ano.

"Quando a CBT poderia ser suspensa e eu ajudei, o Bellucci era juvenil e esteve na minha academia. Ele tem as virtudes. É um cara focado, um cara que não gosta de fazer sacanagem na noite, é regrado, ama o tênis, tem sonhos", disse Larri na época.

"Eu gosto muito da personalidade dele. É um cara relaxadão, desligado, um cara que bate pesado. Eu gosto porque o Bellucci é agressivo. Para mim, você pode até perder o jogo pela agressividade, não pode perder por omissão", afirmou o técnico em 2009.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG