Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Após desistir de Pequim, Djokovic também não deve jogar Xangai

Lesão tem tirado o sérvio de competições importantes, mas isso não deve afetar sua posição no ranking da ATP

Gazeta |

De acordo com o 'Marca', o sérvio Novak Djokovic não vai conseguir se recuperar a tempo de disputar o Masters 1000 de Xangai. Atual número um do mundo, o tenista desistiu do ATP 500 de Pequim, que está sendo realizado nesta semana.

Após a difícil final do Aberto dos EUA contra o espanhol Rafael Nadal, Djokovic abandonou a partida decisiva da semifinal da Copa Davis, contra o argentino Juan Martin Del Potro com dores nas costas.

O sérvio já perdeu 500 pontos por ser o atual campeão de Pequim e deve ver descontados mais 360 por ter alcançado a semifinal de Xangai, ano passado. Com 4.145 pontos de vantagem para Nadal no ranking, sua liderança não deve ser ameaçada, apesar de o rival ter somado poucos pontos neste período da temporada anterior.

Após o título no ATP de Tóquio, o canhoto caiu na terceira rodada de Xangai e só voltou a jogar no ATP Finals, em novembro. Nesse período, ainda há o Masters 1000 de Paris e o ATP 500 da Basiléia, que deve contar com a presença de Djokovic.

Desta forma, Xangai fica mais desfalcada. O suíço Roger Federer, terceiro do mundo, já anunciou que não vai jogar o Masters chinês, assim como Robin Soderling, Gael Monfils, Richard Gasquet, Juan Martin Del Potro, John Isner e Juan Ignacio Chela.

Na melhor temporada da carreira, Djokovic conquistou dez títulos e perdeu apenas três vezes. Entre as conquistas, estão os Grand Slams da Austrália, França e Estados Unidos.

Leia tudo sobre: djokovicatp

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG