Tenista britânico diz que está com problema na virilha e ameaça desistir da competição

Após derrota para Ferrer, Murray reclama de dores e cogita abandonar o ATP Finals
AFP
Após derrota para Ferrer, Murray reclama de dores e cogita abandonar o ATP Finals
A derrota desta segunda-feira, diante do espanhol David Ferrer, pode ter sido a única partida de Andy Murray no ATP Finals. O britânico afirmou que está com fortes dores na virilha esquerda, que o incomodam desde a última semana, e cogita a possibilidade de abandonar a competição em Londres.

Leia mais: Ferrer supera Murray em estreia do ATP Finals

“Existe esta possibilidade, sim. Vou decidir amanhã (terça-feira) se continuo jogando. Venho convivendo com este problema desde alguns dias após o Masters de Paris”, disse o escocês.

Apesar da contusão, o número 3 do mundo negou que tenha decidido entrar em quadra em razão de o torneio acontecer no Reino Unido. A decisão de jogar apesar das dores, segundo Murray, foi pela importância da competição.

Confira os opções para o público que prestigia o ATP Finals

“Se não fosse um Grand Slam ou este evento aqui (ATP Finals), eu não jogaria”, afirmou.

A derrota do britânico para David Ferrer foi a primeira em quadras rápidas no retrospecto entre os tenistas. Todos os outros três triunfos do espanhol haviam sido no saibro. No confronto direto, agora são cinco vitórias de Murray contra quatro de Ferrer.

“Talvez eu tenha sacado melhor do que nos outros confrontos que tivemos em quadras duras. Talvez ele não tenha sido tão consistente quanto nos jogos passados. O mais importante é que conseguiu uma vitória diante do tenista da casa, o que nunca é fácil”, disse Ferrer.

Ainda nesta segunda-feira, às 18h de Brasília, o número 1 do mundo, Novak Djokovic enfrenta o tcheco Tomas Berdych no encerramento da primeira rodada do ATP Finals.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.