Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Após anunciar aposentadoria, Moya é elogiado por Nadal e Verdasco

Foi um grande esportista, que fez grandes coisas pelo esporte e pelo tênis espanhol, afirmou Verdasco

Gazeta Esportiva |

O anúncio de que Carlos Moya irá pendurar as raquetes mobilizou a Espanha. O tenista de 34 confirmou nesta quarta que abandonará as quadras depois da Copa do Rei, no mês que vem, e ganhou elogios dos maiores espanhóis em atividade no tênis: Rafael Nadal e Fernando Verdasco.

Número um do mundo, Nadal não poupou elogios ao compatriota. "Ele foi um pioneiro e merece grande reconhecimento. Venceu grandes torneios, a Copa Davis e contribuiu muito para o esporte espanhol", afirmou o canhoto de Mallorca. Treinador e tio do campeão do Aberto dos EUA, Toni Nadal acredita que Moya abriu caminho para que outros tenistas espanhóis surgissem no circuito.

"Ele começou uma nova era para o tênis espanhol. Jogou muito bem em quadras rápidas, quando parecia algo impossível para um espanhol, mostrando que a Espanha pode ser forte em todos os pisos, não só no saibro", disse Toni.

Atual número nove do ranking, Verdasco não escondeu o desapontamento com a aposentadoria do compatriota, que considera ser o grande nome para o tênis da Espanha. "Sempre é triste quando alguém como ele se aposenta. Foi um grande esportista, que fez grandes coisas pelo esporte e pelo tênis espanhol", declarou o madrileno à revista "Europa Press".

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG