Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Após abandono, Clijsters diz que lesão no ombro não é preocupante

Tenista já tinha sentido dores na região no mês passado e preferiu "não correr riscos" na partida de terça

Gazeta Esportiva |

Número dois do mundo, a belga Kim Clijsters surpreendeu nesta terça ao abandonar a partida contra a francesa Marion Bartoli em Indian Wells. Sentindo dores no ombro, Clijsters preferiu se poupar e explicou que, apesar do incômodo na região, não tem uma lesão preocupante.

"Não é algo que me deixe muito preocupada, mas já é o suficiente para que eu tenha que prestar atenção e não queira correr riscos", explicou Clijsters, que abandonou a partida das oitavas de final quando vencia Bartoli por 6/3 e 1/3.

"Posso tomar analgésicos e não sentir dor no jogo? Sim, mas não quero me arriscar em poder sofrer uma distensão. Não quero tomar remédios para diminuir a dor enquanto a lesão pode ir piorando ao longo da partida", acrescentou a belga, em entrevista após o abandono em Indian Wells.

Campeã do Aberto da Austrália deste ano, Clijsters vinha tomando analgésicos desde a sua conquista em Melbourne. No mês passado, a belga foi vice-campeã no WTA de Paris e, ainda com dores, decidiu ficar cerca de quatro fora das quadras para se recuperar.

"Em Paris, eu tive uma dura lesão no pescoço, que provavelmente deva estar ligada à lesão no ombro. Claramente, alguma coisa não está da maneira como deveria e por isso vou fazer alguns exames para tentar resolver isso", afirmou a número dois do mundo.

Com a desistência de Clijsters em Indian Wells, a dinamarquesa Caroline Wozniacki seguirá como número um do mundo, independente do resultado no torneio americano.

Leia tudo sobre: TênisWTAKim Clijsters

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG