Federer fez 3 a 0 em cima de Marin Cilic na final e conquistou o título do Grand Slam sem perder nenhum set. "Isso é mágico", define campeão

Roger Federer cravou mais fundo o nome na história do tênis mundial neste domingo (16). O suíço venceu o croata Marin Cilic na final do Torneio de Wimbledon  nesta manhã por 3 sets a 0 (6/3, 6/1 e 6/4) em 1h34 e conquistou o oitavo título no Grand Slam . Com isso, ele se torna o maior vencedor da competição de simples masculina, ultrapassando o norte-americano Pete Sampras. 

Leia também: Marcelo Melo fatura Wimbledon: "Fiz tudo na minha vida para estar nesta quadra"

Roger Federer conquista o torneio de Wimbledon pela 8ª vez e faz história
Reprodução/Twitter/@wimbledon
Roger Federer conquista o torneio de Wimbledon pela 8ª vez e faz história

A vitória deste domingo é a 19ª em Grand Slam para Roger Federer . Aos 35 anos, ele ainda é o mais velho na era moderna a faturar o tradicional torneio londrino. Para dar um sabor a mais à conquista, Federer venceu Wimbledon sem perder um set sequer na competição em 2017. Ele é o segundo tenista na história a conseguir esse feito. Antes, apenas a lenda do tênis Bjorn Borg havia sido campeã sem perder sets. 

Depois do último ponto, Federer não conteve a emoção e foi as lágrimas. "Esse torneio que eu joguei, sem perder nenhum set, e agora aqui, segurando o troféu. Isso é mágico. É realmente muito", disse o suíço depois da conquista. 

Leia também: Torcedor veste saia de ex-número 1 do mundo em momento hilário em Wimbledon

Domínio e choro

A final deste domingo teve equilíbrio apenas no começo. Cilic começou firme o jogo e mostrou agressão no fundo de quadra. Ele teve chance de quebrar o saque de Federer no quarto game da partida, mas perdeu o lance. Do outro lado, mas solto, o suíço segurou a vantagem e venceu o set na dupla falta do croata. 

Na segunda parcial, Federer mais uma vez abriu na frente e quando o placar estava 3 a 0, Cilic desabou a chorar. Ele teria direito a pedir atendimento médico, mas preferiu seguir em quadra sem a interrupção. O jogo seguiu e Federer venceu de novo, com mais facilidade.

Marin Cilic chora e recebe atendimento no intervalo do jogo contra Roger Federer na final em Wimbledon
Reprodução/Twitter/@wimbledon
Marin Cilic chora e recebe atendimento no intervalo do jogo contra Roger Federer na final em Wimbledon


 Antes do terceiro set, Cilic recebeu uma bandagem no pé e tomou remédio. Seguiu no jogo, que ficou um pouco mais equilibrado. Mas com um ace, Federer liquidou a parcial em 6/4 e faturou o jogo na quadra central. 

Leia também: Com direito a pneu, Garbine Muguruza vence Venus Williams e fatura Wimbledon

Choro do campeão

Após o ponto final, foi a vez de Federer chorar em quadra. Ele comemorou o título e reconheceu o esforço do rival. "[O tênis] É cruel à vezes, mas [Cilic] lutou bem e é um guerreiro", disse o octacampeão. 

O título prova que Roger Federer vive mais uma vez uma grande fase no tênis. Ele ficou parado por seis meses para tratar de uma lesão no joelho e voltou às quadras em janeiro, vencendo o Aberto da Austrália. O tenista também foi campeão em torneios como Masters 1000 de Miami e em Indian Wells e no ATP 500 de Halle antes de conquistar mais uma vez o troféu em Wimbledon. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.