Brasileiro e seu parceiro, Lukasz Kubot, avançaram após derrotarem melhor dupla da atualidade. Venus Williams e Muguruza farão final feminina

O Brasil está na final de Wimbledon . Isso porque a dupla formada por Marcelo Melo, ao lado do polonês Lukasz Kubot, derrotou a dupla Henri Kontinen, da Finlândia, e John Peers, da Austrália, favoritos e líderes do ranking, na primeira semifinal de duplas da competição. Com a vitória, Marcelo Melo será novamente líder do ranking da ATP individual de duplas, posição ocupada por Kontinen no momento, na próxima segunda-feira.

Leia também: Tenista sofre grave lesão no joelho, grita por ajuda e comove Wimbledon; assista

Marcelo Melo foi número 1 por 26 semanas entre 2015 e 2016. O triunfo por 3 sets a 2, com parciais de 6-3, 6-7, 6-2 4-6 e 9/7 foi o 13º consecutivo da dupla, que conquistou dois títulos na grama em torneios preparatórios para Wimbledon: o ATP 500 de Stuttgart e o ATP 250 de s-Hertogenbosch, na Holanda.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot estão na final de duplas em Wimbledon. Brasileiro volta à liderança do ranking individual de duplas
Reprodução/Twitter/ATPWorldTour
Marcelo Melo e Lukasz Kubot estão na final de duplas em Wimbledon. Brasileiro volta à liderança do ranking individual de duplas

Na final, o brasileiro e o polaca enfrentarão a dupla Oliver Marach, da Áustria, e Mate Pavic, da Croácia. Eles derrotaram os croatas Nikola Mektic e Franko Skugor por 3 sets a 2, parciais de 6-4, 5-7, 6-7 (4-7), 6-3 e 15-17. Esta será a segunda vez que o mineiro terá a chance de conquistar o Grand Slam britânico. Na primeira, em 2013, ele foi vice-campeão ao lado do croata Ivan Dodig. Wimbledon é o único título que o Brasil não tem na Era Aberta do tênis, desde 1968.

Mulheres

Garbiñe Muguruza está na final em Wimbledon
Reprodução/Twitter/Wimbledon
Garbiñe Muguruza está na final em Wimbledon

Na primeira partida do dia na quadra central, a espanhola Wim, sem tomar conhecimento da adversária, a eslovaca Magdalena Rybarikova, a derrotou por 2 sets a 0, duplo 6-1 e avançou à final do torneio. Muguruza tentará ganhar seu segundo título de Grand Slam em dois anos, já que foi campeã em Roland Garros em 2016.

Leia também: Federer vence Raonic e vai às semis em Wimbledon; Murray perde e Djoko desiste

Mas esse caminho não será fácil, pois a oponente na decisão será a experiente Venus Williams, dos Estados Unidos. Ela venceu na semifinal a britânica Johanna Konta, por 2 sets a 0, parciais de 6-4 e 6-2. Aos 37 anos e 29 dias, ela pode se tornar a campeã de um Grand Slam mais velha da Era Aberta. Ela foi a quarta mulher acima dos 37 anos a chegar em uma semifinal de Major e é apenas a segunda a prosseguir.

"Joguei muitas finais aqui. Não poderia pedir mais, mas vou pedir mais uma vitória. Uma a mais seria incrível. Darei meu máximo. Acho que o público foi muito tranquilo comigo, eles foram justos. Eles amam a Jo. Minha experiência ajudou muito. Nós duas jogamos muito bens na grama. Na última vez ela jogou contra a Serena, então pedirei conselhos a ela. Sinto muita falta dela, queria que ela estivesse aqui", falou Venus, que busca o sexto título na grama londrina.

Leia também: Venus Williams se envolve em acidente de carro que termina com a morte de homem

Nas duplas mistas, o Brasil também está bem representado. A dupla Bruno Soares e Elena Vesnina, da Rússia, derrotou a dupla formada pelo alemão Andre Begemann e a norte-americana Nicole Melichar por 2 sets a 0, parciais de 7-5 e 6-4, e está na semifinal de Wimbledon. Eles aguardam os vencedores do duelo entre: Rohan Bopanna/Gabriela Dabrowski x Henri Kontinen/Heather Watson.

A decisão que envolve o brasileiro Marcelo Melo acontecerá no sábado, dia 15 de julho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.