Dupla formada por Marcelo Melo e Bruno Soares venceu López e David Marrero, e Brasil tem 2 a 1 contra a Espanha. Bellucci encara Bautista-Agut para decretar volta ao Grupo Mundial

Thomaz Bellucci virou sobre Andújar e pode virar protagonista se vencer Bautista-Agut neste domingo
Vipcomm
Thomaz Bellucci virou sobre Andújar e pode virar protagonista se vencer Bautista-Agut neste domingo

Tudo o que o time brasileiro planejava aconteceu no confronto entre Brasil e Espanha na repescagem da Copa Davis até aqui. Com 2 a 1 no placar, a equipe comandada por João Zwetsch está a uma vitória de derrubar os favoritos espanhóis e decretar o retorno do Brasil ao Grupo Mundial da Copa Davis em 2015.

Leia mais: Agora torcedor, Guga lembra atuação impecável de 1999 e apoio de talismã

A derrota de Rogerinho (201) para Roberto Bautista-Agut (15) era mais do que esperada. Surpreendente apenas foi o placar dilatado (6/0, 6/1 e 6/3). No segundo confronto da sexta, Bellucci suou bastante e conseguiu virada incrível diante de Pablo Andújar. O ponto conquistado pelo número 1 do Brasil era o primeiro passo esperado na construção de uma possível vitória.

Na partida de duplas, realizada neste sábado, Marcelo Melo e Bruno Soares provaram seu favoritismo e venceram Marc López e David Marrero por 3 sets a 0, colocando o Brasil na frente do duelo.

Agora, Thomaz Bellucci chega embalado para enfrentar Roberto Bautista-Agut, que por sua vez, teve pouco trabalho para atropelar Rogerinho. Portanto, a tarefa não será das mais fáceis. O espanhol vem de uma temporada com dois títulos, enquanto Bellucci teve altos e baixos. O cansaço pelas mais de quatro horas do jogo de sexta também pode pesar contra o brasileiro.

No entanto, o apoio maciço da torcida pode ser fundamental para Bellucci conseguir bater o espanhol e se consagrar no Ibirapuera, devolvendo ao Brasil o direito de disputar o Grupo Mundial em 2015. "Ele está aprendendo a jogar mais com a torcida, buscando a vibração e o apoio. Na Davis tem mais isso, por característica", disse João Zwetsch, capitão do time brasileiro, ao falar de Thomaz. 

O segundo ponto de Bellucci se torna ainda mais importante por conta da má atuação de Rogerinho contra Bautista-Agut. O segundo simplista do Brasil não se encontrou na partida e pode ser presa fácil para Andújar no quinto jogo da série.

O último dia do duelo entre Brasil e Espanha começa logo com o confronto entre os dois principais jogadores. Thomaz Bellucci e Roberto Bautista-Agut se enfrentam às 14h (horário de Brasília). Em caso de vitória do brasileiro, o Brasil fará 3 a 1 e levará a melhor. Mas se Bautista-Agut vencer Bellucci, a decisão ficará para o último jogo, entre Rogerinho e Pablo Andújar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.