Quarta-feira teve xingamentos de Almagro, luzes apagadas e eliminação de favoritos. Bellucci e Rogerinho jogam quinta

Almagro: tenista espanhol mostrou irritação e xingou o argentino Federico Delbonis
Gaspar Nóbrega/Inovafoto
Almagro: tenista espanhol mostrou irritação e xingou o argentino Federico Delbonis

Conhecido pela classe e espírito esportivo entre os jogadores, o tênis teve um episódio frustrante nesta quarta-feira, durante o Brasil Open, torneio realizado no Ginásio do Ibirapuera. O espanhol Nicolás Almagro, tricampeão do torneio, ficou irritado com o argentino Federico Delbonis após um lance junto à rede e disparou palavrões.

Depois de ser firme e vencer a primeira parcial por 6/3, Almagro foi derrotado no segundo set. Na parcial final, teve seu saque quebrado e demonstrou nervosismo e irritação. Após quase acertar um juiz de linha com uma bolada, o espanhol explodiu pouco tempo depois. Recebeu uma bola sobre o corpo perto da rede, ganhou o ponto, mas mandou um “Hijo de p...” e outros palavrões em direção ao argentino. O espanhol esbravejou outras vezes, se perdeu na partida e virou presa fácil. No fim, vitória de Delbonis por 2 sets a 1 (3/6, 6/3 e 6/2).

Teliana Pereira perde de romena e dá adeus ao WTA de Florianópolis

Momentos depois da partida, seguiu para a coletiva de imprensa e discutiu com um jornalista. Questionado sobre o lance polêmico, Almagro se mostrou irritado: “Você viu o ponto? Você ouviu o insulto?”, disse o espanhol, que com cara de poucos amigos, respondeu apenas a mais uma pergunta e deixou a coletiva. Já o argentino pediu desculpas, mas espera o mesmo de Almagro. “Era o único ângulo que tinha para executar a jogada. Não quis acertá-lo. Vou pedir desculpas e também espero um pedido de desculpas”.

No andamento da rodada, que contou com pouca presença de público no Ginásio do Ibirapuera, um deslize. Um apagão tomou conta do local, por conta de um superaquecimento no gerado principal. Assim, os refletores tiveram de ser desligados, deixando o local às escuras. Com isso, a partida entre João Souza, o Feijão, e Albert Montañes, marcada para às 17h, começou com quase 40 minutos de atraso.

Feijão sofreu com dores na lombar desde o primeiro set e abandonou partida
Gaspar Nóbrega/Inovafoto
Feijão sofreu com dores na lombar desde o primeiro set e abandonou partida

Mesmo com o apoio da torcida brasileira, Feijão bem que tentou, mas acabou sucumbindo às dores na lombar e abdome. Logo após o quarto game de partida, o tenista paulista pediu atendimento médico, queixando-se das dores na lombar. Perdeu o primeiro set por 6/4, a situação piorou e o brasileiro não aguentou e abandonou o jogo, quando vencia a segunda parcial por 3/2.

Ainda nesta quarta, o alemão Tommy Haas, 12 do mundo e cabeça de chave número 1 do torneio, desfilou toda sua técnica e experiência para vencer o italiano Potito Starace por 2 a 0.

Para fechar o terceiro dia de jogos do Brasil Open veio a maior surpresa. O brasileiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya, bicampeões do torneio, perderam de virada para o espanhol Guillermo Garcia López e o austríaco Philipp Oswald por 2 a 1. A torcida, mesmo em pequeno número, apoiou o brasileiro, mas o principal nome do tênis do país no momento está fora da competição.

Bellucci e Rogerinho jogam oitavas nesta quinta

Nesta quinta-feira, os dois brasileiros que restaram no Brasil Open entram em quadra. Em jogos válidos pelas oitavas de simples, Rogerio Dutra Silva encara o italiano Paolo Lorenzi e Thomaz Bellucci enfrenta o austríaco Andreas Haider-Maurer.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.