Parte das arquibancadas tubulares no ginásio cedeu e cerca de 150 espectadores ficaram sem lugar para assistir ao jogo

Depois de passar pelo Brasil no último final de semana, o suíço Roger Federer jogou contra Del Potro, na Argentina, dando continuidade em turnê pela América do Sul. Na noite da última quarta-feira, o atual segundo colocado no ranking mundial perdeu do ídolo local em um jogo exibição marcado pela falta de organização.

Del Potro e Federer duelaram na Argentina
Reuters
Del Potro e Federer duelaram na Argentina

Antes da partida, o público se divertiu com um encontro histórico entre Guillermo Vilas, de 60 anos de idade, e José Luis Clerc, que tem 54, argentinos que alcançaram a vice-liderança do ranking mundial da ATP. Dono de quatro títulos de Grand Slam, Vilas perdeu por 2/6 e 1/6.

Após o show musical que antecedeu o duelo principal, no entanto, parte das arquibancadas tubulares cedeu e cerca de 150 espectadores ficaram sem lugar para assistir ao jogo. Desta forma, Roger Federer e Juan Martin Del Potro não jogaram no horário marcado, o que causou reclamações do público de cerca de 20 mil pessoas em Tigre, na Grande Buenos Aires.

Quando os tenistas finalmente entraram em quadra, ainda que estivesse diante de um adversário argentino, Federer causou furor e ouviu uma série de gritos de seus fãs, algo semelhante ao que aconteceu no Brasil. Apesar do incentivo ao suíço, Del Potro ganhou por 6/3, 3/6 e 4/6.

"Eu queria ser jogador de futebol e foi bom contar com uma torcida própria jogando tênis", disse Federer, bem-humorado. "Vejam como estou transpirando e ele está novo. Troquei de camiseta cinco vezes e ele, só uma. Não sei como vou fazer na quinta-feira", brincou Del Potro, pensando na revanche.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.