Com um misto entre belos golpes e interação com o público, suíço vence o alemão e encerra turnê no Ibirapuera

Dono de alguns dos principais recordes do tênis, Roger Federer não se cansa de novas conquistas na carreira. A mais recente é a torcida brasileira. O tenista suíço encerrou a sua turnê por São Paulo com uma atuação de gala, muita festa e descontração. O número 2 do mundo venceu o carismático alemão Tommy Haas por 2 sets a 0, duplo 6/4, e ganhou de vez o carinho e a admiração do público brasileiro.

Leia mais: Com apoio da torcida, Bellucci se redime e vence Robredo em SP

Veja fotos de Federer em sua turnê por São Paulo:


Federer parecia em casa. Com o apoio maciço da torcida, o suíço soltava o braço, principalmente o seu famoso forehand (direita), e arrancava aplausos a todo momento. Carismático, Haas soube brincar com o público desde o início e também foi reverenciado.

E ainda: Azarenka revela estar solteira e provoca pretendentes brasileiros

Com gritos de ‘vai, Roger’ vindos da plateia, o tenista suíço se deixou levar pelo apoio e dominou o primeiro set desde o início. No primeiro lance mais emocionante, os tenistas trocaram slices e arrepiaram a plateia. Haas levou o ponto e comemorou levantando os braços para o alto. Logo depois, os tenistas subiram na rede e trocaram uma série de golpes, para delírio da torcida, com Federer se dando melhor dessa vez.

Confira também: Serena Williams revela paixão pela dança e dá cantada em jornalista

O alemão de 34 anos demonstrou carisma e também ganhou o público. Haas dançou com o mascote do evento, mandou beijinhos para a torcida e ainda ouviu os gritos de “I love you, Tommy”, vindos de um homem, arrancando risos da plateia. Com uma quebra à frente e seguro em seu saque, Federer fechou a primeira parcial em 6/4.

Federer e Haas posam juntos após o jogo
AP
Federer e Haas posam juntos após o jogo

Federer ainda acertou uma passada incrível e celebrou contraindo o corpo, em imitação ao atacante italiano Mario Belotelli. O alemão não ficava atrás e brincava com o público. Ele chamou a torcida para o jogo, gritando “Brasil”.

E mais: Com Tsonga e Pelé, Federer vive sábado especial

Em novo momento irreverente, Haas tirou a camisa, ganhou elogios e assobios do público e finalizou sua graça vestindo a camisa da seleção brasileira de futebol.

Mas a apoteose ainda estava por vir. Em um intervalo de game, Federer se retirou da quadra e parecia ter ido ao banheiro. O suíço voltou com camisa, shorts e até meião da seleção brasileira e jogou futetênis com Haas, dando chutes e cabeçadas, largando a raquete.

Daí para frente, mais festa e gritos de “Ole, Ole, Ole, Ole, Roger, Roger”, reverenciando o dono de 17 Grand Slams e maior recordista da história do tênis. Federer não teve problemas para fechar a segunda parcial, pelo mesmo placar, após aplicar um belo smash e levar a torcida ao delírio no Ibirapuera.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.