Suíço se poupou, enquanto sérvio e britânico saíram rapidamente em Paris, ganhando descanso para chegarem com força no último torneio da temporada do tênis masculino

Roger Federer preferiu descansar, já Novak Djokovic e Andy Murray foram eliminados precocemente do Masters 1000 de Paris e os três primeiros do ranking ganharam uma ‘folga extra’ na última semana. Assim, o trio chega com força máxima para o torneio que encerra a temporada do tênis masculino: o ATP Finals, realizado na Arena O2, em Londres, que reúne os oito melhores tenistas do ano. A competição começa nesta segunda-feira, dia 5, e termina no próximo domingo, 11.

Quem vai levar a melhor no ATP Finals de Londres? Opine!

Veja fotos dos tenistas que participarão do ATP Finals:


O grande desfalque desta edição do torneio que fecha a temporada do tênis é o espanhol Rafael Nadal. O heptacampeão de Roland Garros tem uma lesão no joelho e segue sem jogar desde junho, quando foi eliminado pelo checo Lukas Rosol, na 2ª rodada de Wimbledon. O tenista número 4 do mundo ainda se recupera da contusão e deve retornar as quadras no início de 2013.

Leia mais:  Djokovic e Murray caem na mesma chave no ATP Finals de Londres

Após sorteio realizado neste sábado, foram definidas as chaves do ATP Finals . No grupo A, Djokovic e Murray reeditam decisão do Aberto dos EUA, quando o britânico levou a melhor. A chave ainda é completada pelo checo Tomas Berdych e o francês Jo-Wilfried Tsonga. Já no grupo B, o suíço Roger Federer, atual líder do ranking, terá pela frente o espanhol David Ferrer, o argentino Juan Martin Del Potro e o sérvio Janko Tipsarevic.

A competição possui um formato diferente dos outros torneios do circuito. Os tenistas jogam entre si dentro de suas chaves e os dois melhores de cada lado se enfrentam nas semifinais. A partir daí, as partidas são eliminatórias.

Veja a análise do momento dos tenistas e das chances de cada um no ATP Finals:

Federer vai atrás do hepta no ATP Finals
AFP
Federer vai atrás do hepta no ATP Finals

Federer se poupa para chegar forte em Londres
Especialista em quadras duras, como a da Arena O2, em Londres, Roger Federer tenta o hepta no ATP Tour Finals. No ano passado quando se sagrou campeão, com direito a ‘pneu’ histórico contra Rafael Nadal na fase de grupos, o suíço de 31 anos chegou mais inteiro fisicamente.

Federer conquistou o inédito heptacampeonato nas gramas de Wimbledon e triunfou em outros três torneios Masters 1000 nesta temporada, além de dois ATPs 500. Com essa regularidade, retomou a liderança do ranking da ATP e bateu o recorde de semanas do americano Pete Sampras na primeira posição.

No entanto, o suíço ficou com a prata nos Jogos de Londres, após ser atropelado por Andy Murray na final e não foi tão bem na segunda metade da temporada, assim perderá o ponta do ranking nesta segunda, para o sérvio Novak Djokovic. Após perder para Del Potro em casa, na Basileia, o suíço desistiu do Masters 1000 de Paris para se poupar para o torneio que fecha a temporada do tênis e dará trabalho para os seus adversários.

Djokovic faturou o Aberto da Austrália de 2012, após decisão épica de 5h53min, diante de Rafael Nadal
Getty Images
Djokovic faturou o Aberto da Austrália de 2012, após decisão épica de 5h53min, diante de Rafael Nadal

Mesmo com ano irregular, Djokovic volta ao topo
Bem longe de sua trajetória espetacular em 2011, quando conquistou três Grand Slams e somou dez títulos na temporada, Novak Djokovic ganhou cinco nesse ano, entre eles o Aberto da Austrália, após a épica final de 5h53min contra Rafael Nadal , mas ficou apenas com a quarta colocação nas Olimpíadas de Londres. Porém, mesmo irregular, nesta segunda voltará ao topo do ranking da ATP, ultrapassando o suíço Roger Federer.

Garantido na liderança até o início de 2013, o sérvio vem embalado após triunfar em dois torneios chineses, em Pequim e Xangai, o que asseguraram seu retorno ao posto de número 1 do mundo. No entanto, mesmo entrando com a máscara de Darth Vader , no dia do Halloween, decepcionou no Masters 1000 de Paris, sendo eliminado em sua estreia .

Após a imprevista semana de folga por conta da derrota precoce na França, Djokovic chega a Londres em busca de sua segunda conquista no ATP Tour Finals. O sérvio se sagrou campeão em 2008.

Murray chega embalado após 1º Grand Slam
O britânico Andy Murray disputa o ATP Tour Finals diante de sua torcida para cair de vez nas graças dos ingleses e se livrar da sina do vice. O tenista número 3 do mundo já vinha embalado após massacrar Federer na decisão dos Jogos de Londres e conquistou o seu 1º Grand Slam da carreira, o Aberto dos EUA , após vitória sobre Novak Djokovic.

Leia as a nálises e comentários sobre o tênis no blog do Paulo Cleto

Dessa forma, Murray vai se afastando da mística de vice, depois de ser derrotado em quatro finais em 2012, entre elas a decisão de Wimbledon, quando perdeu para o suíço.

Murray chegou às semifinais do último torneio da temporada do tênis em duas oportunidades, 2008 e 2010, e tem boas chances de faturar o seu primeiro título no torneio dos campeões.

Murray se agacha após faturar o título do Aberto dos EUA
Getty Images
Murray se agacha após faturar o título do Aberto dos EUA

Ferrer fatura Masters de Paris e vem em sua melhor temporada
Especialista em saibro, o espanhol David Ferrer tenta melhorar seu desempenho em quadras duras, como a da arena O2, em Londres. O tenista número 5 do mundo conquistou o Masters 1000 de Paris , neste domingo e vem de um título em casa, em Valência, na superfície rígida. Com o caneco, coroa a melhor temporada de sua carreira, chegando ao seu sétimo triunfo.

O espanhol é um dos que tenta tirar a supremacia de Federer, Djokovic e Murray, colecionadores de conquistas nas quadras duras do circuito e favoritos em Londres.

Del Potro chega embalado após triunfo na Basileia
Recuperado de uma lesão no pulso, o argentino Juan Martin Del Potro vem conseguindo realizar uma temporada regular e chega ao ATP Tour Finals como possível surpresa no último torneio da temporada.

Del Potro recebe a taça pelo título conquistado sobre o favorito Federer na Basileia
EFE
Del Potro recebe a taça pelo título conquistado sobre o favorito Federer na Basileia

Melhor tenista sul-americano da atualidade, o gigante de 1,98 m de altura, conhecido pelo seu saque potente, ficou com o bronze nas Olimpíadas de Londres, após derrotar Djokovic. Mais recentemente, Del Potro bateu Federer na casa do suíço, na Basileia , em exibição de gala e chega a Londres em momento inspirado.

Berdych quer repetir Aberto dos EUA
O checo Tomas Berdych chega a Londres com status de azarão. O número 6 da ATP faturou apenas dois títulos em 2012, ambos na quadra dura, e vem de uma boa performance no Aberto dos EUA, quando eliminou Federer, nas quartas de final, após uma atuação praticamente perfeita.

Raçudo, Tsonga pode surpreender
Com golpes potentes, aliado à ótima forma física, o francês Jo-Wilfried Tsonga é promessa de emoção. Considerado um dos mais ‘raçudos’ do circuito, o tenista europeu vende caro as suas derrotas, mas ainda precisa ser mais regular em grandes torneios, como Masters 1000 e Grand Slams.

Tsonga é especialista em quadras duras, piso onde conquistou os nove títulos da carreira. Com isso, pode surpreender os favoritos na arena O2, em Londres.

Tipsarevic surge como 'figurante'
Com apenas um título na temporada, o sérvio Janko Tipsarevic, nono melhor tenista no ano, participará do ATP Finals devido à contusão de Nadal. O tenista europeu ainda carece de mais regularidade no circuito. Sua melhor performance em um Grand Slam foi chegar às quartas do Aberto dos EUA, em 2011. Assim, Tipsarevic vai a Londres no papel de coadjuvante e dificilmente alcançará as semifinais.

Tenistas se reúnem em jantar de gala que antecede o ATP Finals. O espanhol David Ferrer não participou, pois disputava a decisão de Paris
Getty Images
Tenistas se reúnem em jantar de gala que antecede o ATP Finals. O espanhol David Ferrer não participou, pois disputava a decisão de Paris

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.