Watson encerra jejum de 24 anos sem título do tênis feminino britânico

País não conquistava um torneio da WTA desde 1988, com Sara Gomer

Gazeta |

A temporada de 2012 ficará marcada no tênis britânico. Depois de Andy Murray quebrar, no Aberto dos Estados Unidos, um longo e incômodo jejum de tenistas masculinos sem títulos de Grand Slam, Heather Watson também entrou na história ao conquistar o WTA de Osaka, neste domingo.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

AP
Watson venceu a taiwanesa Kai-Chen Chang para acabar com jejum

Watson derrotou a tenista taiwanesa Kai-Chen Chang por 2 sets a 1, parciais de 7/5, 5/7 e 7/6 (7-4), na final do torneio japonês, encerrando um jejum de 24 anos sem títulos da Grã-Bretanha em torneios femininos. A última campeã do país havia sido Sara Gomer em Aptos-1988.

Leia mais: Djokovic salva cinco match points contra Murray, vira jogo e é campeão na China

"Eu estava me trocando no vestiário depois do jogo e pensei ‘eu realmente ganhei?’, ainda está caindo a ficha. Trabalhei tão duro por esse momento em toda minha carreira. Esse é o motivo pelo qual treinei, corri todas aquelas milhas e levantei todos aqueles pesos. É por momentos como esse", disse a campeã, de 20 anos de idade. "A Grã-Bretanha tem quebrado alguns tabus recentemente e fico feliz de poder quebrar outro hoje. Estou contente de fazer isso pelo meu país", completou.

Veja ainda: Djokovic bate ‘freguês’ Berdych e vai enfrentar Murray na decisão

A final do WTA de Osaka contou com duas das promessas do circuito profissional para as próximas temporadas - nenhuma delas havia ultrapassado as quartas de final de um torneio antes. E elas duelaram com equilíbrio, com cada uma marcando 129 pontos na partida.

Confira mais: Irmão de Djokovic estreia com vitória sobre brasileiro no Rio

Watson chegou a ter um match point no segundo set, mas o desperdiçou com uma dupla falta. Apesar da falha e da perda da parcial, se manteve calma, conseguiu defender as quatro chances que a taiwanesa teve para fechar a partida e finalmente garantiu o título no tie-break.

"Eu já estava pensando como ia chorar no vestiário. Mas depois que salvei o primeiro, apenas levei ponto a ponto. Estou realmente orgulhosa de mim por ter passado por isso", declarou a britânica.

Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: têniswtaosakaheather watsongrã-bretanhaKai-Chen Chang

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG