Tamanho do texto

Com o resultado de 3 sets a 1 a favor, a Espanha aguarda o adversário que irá encontrar em final marcada para o dia 16 de novembro

Ferrer saca na vitória contra o americano John Isner na Davis
Getty Images
Ferrer saca na vitória contra o americano John Isner na Davis

Atual campeã e líder do ranking, a Espanha está de volta à final da Copa Davis. Neste domingo, David Ferrer levou a melhor no duelo entre top 10 com o norte-americano John Isner e, com 3 sets a 1 a favor, parciais de 6/7(3-7), 6/3, 6/4 e 6/2, levou o seu país à segunda final consecutiva da competição, para delírio da torcida presente no Parque Hermanos Castro, em Gijón.

A Espanha será bi da Davis? Deixe seu comentário!

Disputada em exatas 3h, a partida começou equilibrada. Com uma quebra para cada lado, o primeiro set foi decidido apenas no tie-break. Sacando melhor e aproveitando erros do número cinco do mundo, Isner conseguiu duas miniquebras para fazer 7-3 no game decisivo e abrir 1 a 0 para os visitantes.

Leia também:  Del Potro terá que imobilizar punho e desfalcará Argentina na Davis

A pretensão de levar a decisão da semifinal para a última partida, porém, parou por aí. Mais concentrado, Ferrer passou a se impor nas três parciais seguintes. Com duas quebras a um, o espanhol fez 6/3 no segundo set para empatar a partida.

E ainda:  Melo e Soares batem russos e Brasil volta à elite da Davis após 10 anos

Em seguida, Ferrer aproveitou a única chance de quebra que teve no terceiro set para abrir dois games no placar e administrar a vantagem até fechar a parcial em 6/4, jogando a pressão para cima de Isner no quarto set.

Abatido, o número dez do mundo não conseguiu fazer frente a Ferrer e cedeu mais duas quebras no quarto set, sendo derrotado por 6/2.

Com o resultado, a Espanha abriu 3 a 1 no placar geral da semifinal da Copa Davis. Nem mesmo uma vitória de Sam Querrey sobre Nicolas Almagro, na última partida da série, tira os europeus da defesa do título da competição, programada para ter início no dia 16 de novembro.