Tamanho do texto

Tenista sérvio, atual campeão do Aberto dos EUA, chega à sua terceira final consecutiva no último Grand Slam do ano

Depois do adiamento da partida, devido ao risco de um tornado em Nova York, o sérvio Novak Djokovic se garantiu em sua terceira final consecutiva do Aberto dos EUA. O número 2 do mundo venceu o espanhol David Ferrer, de virada, por 3 sets a 1, parciais de 2/6, 6/1,6/4 e 6/2, e enfrentará o britânico Andy Murray na final do último Grand Slam do ano.

Djokovic ou Murray? Quem leva a melhor na final do Aberto dos EUA? Opine!

Sérvio comemora ponto na semi contra o espanhol David Ferrer
AP
Sérvio comemora ponto na semi contra o espanhol David Ferrer

Djokovic é o atual campeão do torneio e ficou com o vice em 2010 e 2007. Uma vitória contra Murray nesta segunda aproximará o sérvio de Roger Federer, líder do ranking da ATP. Já o britânico chega à sua quinta final de Slam, em busca de seu primeiro título.

Leia mais:  Murray bate Berdych, vai à final do Aberto dos EUA e passa Nadal no ranking

No confronto direto entre os dois, Djokovic leva vantagem sobre Ferrer. Com a vitória deste domingo, o sérvio chegou a nove êxitos, contra cinco do espanhol.

A partida foi iniciada no sábado e Ferrer abriu 5/2, porém uma ameaça de tornado transferiu a semi para este domingo. O espanhol logo confirmou o seu game e fechou o primeiro set. Mas o ímpeto de Ferrer parou por aí, Djokovic encontrou o seu melhor jogo e igualou a partida com um tranquilo 6/1 no set seguinte.

Confira ainda:  Final feminina do Aberto dos EUA é adiada para domingo

O sérvio teve mais dificuldade para virar o jogo, mas com uma quebra a mais na parcial, concluiu em 6/4. O quarto set também foi dominado por Djokovic. O número 2 do mundo quebro o serviço de Ferrer duas vezes, que praticamente entregue no jogo, nada pode fazer para evitar o 6/2 a favor do sérvio, que deve fazer uma final de tirar o fôlego contra Andy Murray.